Eu sei que a queixa surge quando eu sirvo sem alma. Mas estou exausta de fazer tudo sozinha!

Eu faço muitas coisas e corro de um lugar para outro. Eu quero agradar a todos. Eu tento chegar em todos os lugares. Não é possível. É demasiado cansativo. Eu fiquei doente e me queixo o tempo todo. Estou exausta!

Trabalhar e servir como é essencial. Eu sei. Sem pessoas como você, o mundo não funcionaria. Você, como Marta, irmã de Maria, serve, para que Jesus possa estar com sua mãe calmamente.

Marta faz bem a sua irmã. Pense nisso, porque para ela, esse momento é fundamental. Marta tenta assegurar que tudo está bem para que Jesus possa descansar em Betânia, e Maria, em Jesus.

Essas irmãs representam as duas atitudes que somos chamados a viver. O generoso serviço de Marta. E a entrega silenciosa de Maria.

Em ambos há um amor sem medida. Maria de joelhos, aos pés de Jesus, escuta, espera, olha, contempla, fica em silêncio, e lhe dá amor. Marta serve, atende, antecipa desejos, e ama.

A vida ativa e a vida contemplativa são dadas a nós como escolha.

Minha tendência a fazer várias coisas ao mesmo tempo. Minha atitude de oração que dá vida e alma a tudo que faço. E manter o equilíbrio entre os dois, é praticamente, impossível.

Eu quero viver isso sem me queixar, sem ficar exausta. Em tudo que faço, rezo e ajo, e sei que o importante é o amor que coloco:

“Educadores são pessoas que amam e não podem deixar de amar”.

Eu não quero parar nunca de amar. Eu não quero viver na queixa e amargura. Eu quero servir com amor. Ouvir atentamente com amor. E Rezar amando.

LEIA TAMBÉM: Mude a pessoa que você vê no espelho e verá o seu mundo mudar

O amor que coloco em tudo que faço é o que muda a realidade ao meu redor. Que meu serviço não é uma busca doentia de mim mesmo. Um fazer por fazer.

A vida é tocada no amor, escondida em todo ato, em todo gesto silencioso. O que importa é amar, não fazer muitas coisas. É servir do que eu sou, da minha verdade.

Meu serviço em silêncio. Meu serviço na entrega. Lá, minha vida é jogada. Eu não reclamo de trabalhar duro. A queixa surge quando eu sirvo sem alma.

O equilíbrio entre o serviço e o descanso, é o que eu peço em oração, mas as vezes, é impossível. Eu preciso alcançar uma medida saudável na entrega. É o que Deus me pede.

Eu quero escolher a melhor parte.

Eu quero escolher estar com Jesus.

Faça o que você faz. Em silêncio. Em entrega generosa para aqueles que mais precisam de você.

Não importará onde esteja. Mas que o Senhor esteja sempre no centro, presente, agindo em sua vida e em você. Dando vida e alma a tudo que faça.

Quando não mais aguentar e se sentir exausta demais, ore, e peça ainda mais forças! Ele te concederá!

*Com informações de Aleteia. Livremente traduzido e adaptado: REDAÇÃO SEU AMIGO GURU.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Seu Amigo Guru
Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!