A realidade nua e crua é mais saborosa do que a realidade que criamos com a interpretação que fazemos quando nos vemos inseridos nela.

A nossa capacidade de criar realidades paralelas é proporcional a nossa capacidade de alimentar preocupações e sofrimentos.

Só a verdadeira essência do amor consegue dissolver as várias camadas de negação da verdade sobre nós mesmos, que dia após dia, insistimos em esconder em meio às sombras que permeiam a nossa personalidade!

Andamos por aí vendados, “batendo cabeça”, agredindo uns aos outros. Impomos as nossas vontades apenas aos mais próximos. Arrogantes e egoístas, prepotentemente tentamos enfiar “goela a baixo” os nossos pontos de vista aos outros.

Viemos colocando essas camadas de negação, uma sobre a outra, ao longo das nossas existências, e por conta da forte identificação que criamos com elas, vivemos atolados em problemas, e sufocados pela ansiedade. Esse “estilo de vida” nocivo, causa infinitas doenças físicas, desencadeadas por uma mente acelerada, com emoções desajustadas, e profundamente desconectada espiritualmente.

A maioria de nós, nem se quer se lembra de parar alguns minutos do dia para simplesmente respirar e sentir o amor que existe em tudo! Em agradecer pela vida, por estar vivo! Menos pessoas ainda conseguem dedicar algum tempo do seu dia para vibrar em uma frequência elevada, inspirando e expirando amor para toda a humanidade.

Negamos tudo o tempo todo. E essa negação constante do que realmente somos, se junta ao desejo de projetar uma autoimagem que não é fiel ao que somos de fato, nos impede de experienciar um estado de consciência expandida. Por isso nos sentimos tão limitados. Precisamos aprender a soltar para expandir. Se retemos, nos limitamos.

A consciência só consegue se expandir quando nos permitimos mergulhar em um profundo estado de conexão interior. Esse estado só é alcançado por aqueles que desejam verdadeiramente sentir o amor em sua essência legítima!

Milhares de pessoas andam pelo mundo dizendo que amam, mas será que, você já experienciou o amor verdadeiro?

Eu me lembro de ter feito essa pergunta para mim mesma dezenas de vezes ao longo da minha vida. E inocentemente pensava que já havia sentido esse amor. Mas um dia, depois de uma hora meditando, senti uma emoção tão forte me invadindo, uma vontade de chorar de alegria, de contentamento, de gratidão. Uma compaixão me envolvia a todo momento. Foi incrível e tão singelo, que a sensação ainda me acompanha quando conto.

Depois de muita dedicação a prática meditativa, finalmente consegui acessar esse amor. E hoje posso dizer o que aconteceu.

Senti a ausência instantânea da dor, sublimei a negação que me impedia de enxergar claramente, dissolvi a autoimagem distorcida, transcendi o sofrimento, os problemas, os julgamentos, as interpretações e os “achismos”. tanta coisa aconteceu em um só momento, que na verdade não eram nada. Senti um enorme vazio, um vasto nada, e ao mesmo tempo, tudo!

Quando parei de brigar com a realidade e me deixei fluir com ela, senti a vida invadindo o meu corpo e a minha alma. Me vi liberta de todo condicionamento e de todas as crenças que me limitavam!

Gritei: Isso é amor!

E chorei muito. Com os olhos completamente fechados.

Expurguei tudo o que vinha guardando por tanto tempo.

Chorei por algumas horas dentro do banheiro, e a cada lágrima que caia, mais eu me sentia livre, limpa, renovada. Feliz!

Me comprometi diariamente a inspirar e expirar amor todos os segundos do meu dia porque, naquele instante, percebi que apenas essa energia amorosa poderia guiar meus passos até lugares melhores.

É o amor que me faz acordar para o fato de que todas às vezes que eu decidi brigar com a realidade, eu perdi.

O amor me indica caminhos que me inspiraram a fazer grandes coisas!

Só através dele consigo inspirar mais pessoas a experimentarem esse amor em suas vidas!

E por saber disso, não passo um dia se quer sem experienciá-lo, e sem me envolver em sua vastidão.

Não me esforço em compreendê-lo, não racionalizo, não tento explicar, simplesmente, sinto. E quando sinto, emano essa vibração para o mundo, para quem me pede, para quem precisa, e purifico todos os pensamentos que chegam até mim.

Sei que não sou os pensamentos que chegam até mim, e que tenho o poder de dissolver um a um.

Por incrível que possa parecer o que vou dizer, depois de muitos meses dedicada a prática meditativa, hoje consigo passar vários minutos sem pensar em nada.

Acreditem se quiserem.

Consigo simplesmente não me identificar com pensamento algum. E percebi que é nesse “nada” absoluto que surge o tudo.

É nesse “nada” que surgem as grandes ideias que são capazes de revolucionar a vida de milhares de pessoas.

É nesse lugar que eu quero estar. É nessa frequência que eu escolhi viver.

Em um lugar amoroso, pacifico, inspirador, capaz de realizar verdadeiros milagres.

Escolha você também o seu lugar! Mas entenda: o lugar que você escolher ficar é de sua estrita responsabilidade. Não culpe ninguém por isso.

Se te faz mal e mesmo assim, você escolhe ficar, saiba que será você quem colherá o fruto podre que nascerá da semente de sofrimento que foi plantada.

Pare de brigar com a realidade, pare de impor a sua vontade!

A realidade é o que é, e muitas vezes, está sendo totalmente distorcida por você.

As coisas que acontecem, são só coisas que acontecem, aceite os acontecimentos e se movimente com serenidade.

Não se desespere! Entre no fluxo e permita dar o primeiro passo, como puder.

Procure transformar o que for possível ser transformado, e colabore positivamente.

Pare de fantasiar o mundo como se ele fizesse parte das suas ilusões infantis, dos seus desejos mesquinhos.

Comece a encarar a realidade de frente e se pergunte: O que eu posso fazer para transformar isso tudo que estou vivendo positivamente?

Todas as vezes que você se volta para dentro, e pede para si mesmo uma solução para uma questão que está te incomodando, e decide não culpar os outros, as portas da sua percepção se abrem, a realidade triste perde o poder, inspirando e expirando calmamente, aos poucos você percebe que ela não te assusta mais como antes.

Feche os olhos e inspire e expire amor, só um minuto! Se dedique! Essa prática varre todo o sofrimento.

Quando você praticar, constantemente, o amor ,no momento presente, as suas dores te abandonarão, e a vida lhe sorrirá novamente

*Foto de Egor Barmin no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, escritora, editora chefe e criadora de conteúdo dos portais RESILIÊNCIA HUMANA e SEU AMIGO GURU. Neurocoaching e Mestr em Tarot. Para contratação de criação de conteúdo, agendamento de consultas e atendimentos online entrem em contato por direct no Instagram.