VOLUNTÁRIA DA CRUZ VERMELHA EMOCIONA O MUNDO COM UM ATO DE AMOR

A cena de uma voluntária da Cruz Vermelha abraçando e consolando um imigrante que tinha acaba de chegar nadando até a Espanha, em busca de uma vida melhor emocionou o mundo.

O video foi gravado em Ceuta, território espanhol situado na margem africana do estreito de Gibraltar e a mulher que deu água e abraçou o rapaz com tanto carinho é Luna Reyes.

Luna cursa o terceiro ano ‘Integração Social’ em Ceuta, cidade autônoma espanhola localizada no Estreito de Gilbratar e presenciou cenas fortes de pessoas, inclusive crianças, nadando em desespero até a praia.

O trabalho voluntário que ela faz é reconhecido como estágio universitário e enquanto ajuda pessoas desamparadas, Luna aprende, na prática, o exercício da assistência social que é a expressão do amor em sua essência.

Ela atua há anos como voluntária da Cruz Vermelha na Espanha, país que tem vivido uma grave crise migratória com o Marrocos, nação do Magrebe africano. Situação essa que é a própria demonstração da falta de amor dos seres humanos.

Dias antes, Luna tinha sido convocada pela Cruz Vermelha para socorrer milhares de imigrantes que estavam cruzando o mar mediterrâneo para chegar à Espanha em busca de melhores condições de vida.

Na ocasião, ela foi flagrada confortando o imigrante africano exausto, que nadou quilômetros até o enclave espanhol. Luna não soube dizer o nome do rapaz que ajudou. Não era o mais importante naquele momento.

“Ele estava chorando, eu estendi minha mão e ele me abraçou”, explicou Luna à rede RTVE. “Ele grudou em mim como uma lapa. Esse abraço foi sua tábua de salvação. Ele falou comigo em francês e numerou com os dedos da mão. Não entendi nada, mas estou convencida de que ele estava listando os amigos que perdeu ao longo do caminho”, lamentou.

Ela ainda disse:

“Ele chorava, babava o tempo todo, antes de me abraçar estava em transe. Ele queria se matar. Eu sei que ele era do Senegal e seu olhar perdido está gravado em mim. Seus olhos estavam muito vermelhos”, relembrou a voluntária.

Luna lamentou não ter conseguido impedir que o homem fosse deportado de volta para o Marrocos.

Ela espera que o jovem senegalês consiga, de alguma maneira, aquilo pelo qual buscou nadando por horas e vários quilômetros até chegar em solo espanhol: uma oportunidade de viver dignamente. “Esse rapaz merecia muito mais do que um abraço“.

Vídeo do abraço foi compartilhado no mundo todo

A imagem feita pelo fotógrafo Bernat Armangué viralizou.

Ele contou que o jovem abraçado no vídeo foto é senegalês e fala francês.

“De um lado você tinha uma trabalhadora humanitária que conforta os soldados espanhóis que tentam ajudar as pessoas e um pouco adiante as forças de segurança da Imigração, que pegam outros migrantes africanos para mandá-los de volta ao seu país de origem. Foi um momento cheio de contradições”, contou Bernat Armangué.

Veja as cenas que emocionaram o mundo e que foi compartilhado pelo El Mundo:

Agora assista ao vídeo publicado pelo El Doce:

Enquanto os países ditos desenvolvidos derem as costas para a pobreza e para o sofrimentos dos seus países vizinhos seremos dominados pela ganancia que impede os corações de viverem o amor ensinado por Jesus que é a única cura para todas as guerras e para toda a podridão que o egoísmo humano insiste em alimentar em si mesmo.

*DA REDAÇÃO SAG. Com informações El Mundo e El Doce.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!