Ucrânia: homem cuidou de 400 animais e se recusou a abandoná-los após a invasão dos russos

Andrea Cisternino, um ex-fotógrafo italiano, demonstrou ser um verdadeiro herói ao se recusar deixar sua casa em Kiev, na Ucrânia, para não abandonar cerca de 400 animais que ele mantém em um abrigo, depois da invasão russa ao país.

Nascido em Roma, Andrea chegou a afirmar em uma publicação no Facebook que “prefere morrer” a deixar os animais para trás, entre os quais estão cães, gatos, ovelhas, cabras, porcos e cavalos.

Ele vem compartilhando atualizações sobre sua situação para os seus seguidores. No dia 24 de fevereiro, dia em que Vladimir Putin iniciou sua invasão ao país, Andrea declarou: “Vou morrer aqui pelos meus animais… Tenho que pensar em salvar um refúgio e são 400 convidados que merecem ser protegidos a qualquer custo”.

Mesmo com helicópteros militares russos voando sobre o abrigo, Andrea continuou atualizando seus seguidores sobre ele e seus animais abrigados.

Ainda na primeira noite da invasão, ele comentou: “Aqui há toque de recolher, tudo está fechado, o abrigo está no escuro, casas com poucas luzes, mais explosões há pouco tempo, vamos esperar por uma noite tranquila”.

No dia 25 de março ele tranquilizou os seus seguidores e os agradeceu pelo apoio:

“Os animais estão bem, naturalmente com comida racionada, já não têm medo de barulhos altos e, graças a Deus, não têm noção de tudo ao seu redor. Estou claramente cansado, estressado, mas não desistindo e segurando!!

Dia 23 de agosto, ele ainda segue trabalhando por lá, mas se abrigou em Roma onde segue fazendo seus trabalhos de proteção aos animais.

A sua ação em Kiev gerou a ele muitos prêmios e um deles foi o Prêmio Bondade oferecido pela sua bravura de não ter abandonado os animais.

Assista:

*DA REDAÇÃO SAG. Fonte : Observatório do Terceiro Seto

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!