O oceano, em muitos, causa receio, em alguns respeito, em outros fascinação! Mas ele pode nos dizer muito mais do que podemos imaginar! Ele pode nos embriagar em sua imensidão, nos acalmar com sua brisa leve ou nos afrontar a cada nova onda, e a nós, resta aceitar a sua impermanência e imprevisibilidade. O oceano tem muito a nos ensinar! Aprendamos a ser como ele!

O rio e ele, estabelecem uma relação magnífica e Einstein explicou muito bem isso tudo! Por concordar plenamente com suas palavras, deixo aqui o seu fabuloso “Torne-se um Oceano!”, e desejo que todos nós consigamos nos tornar um oceano, um dia!

TORNE-SE UM OCEANO

“Diz-se que, mesmo antes de um rio cair no oceano, ele treme de medo. Olha para trás, para toda a jornada: os cumes, as montanhas, o longo caminho sinuoso através das florestas, através dos povoados, e vê à sua frente um oceano tão vasto, que entrar nele nada mais é que desaparecer para sempre.

Mas não há outra maneira. O rio não pode voltar. Ninguém pode voltar. Voltar é impossível na existência. Você pode apenas ir em frente. O rio precisa se arriscar e entrar no oceano. E somente quando ele entra no oceano é que o medo desaparece.

Porque apenas aí então o rio saberá que não se trata de desaparecer no oceano, mas de tornar-se oceano.

Por um lado é desaparecimento, e por outro lado é renascimento.

Assim somos nós.

Voltar é impossível na existência.

Você tem que ir em frente e se arriscar – tornar-se oceano!” Albert Einstein

Não existe volta para os acontecimentos da vida, mas existe perdão, aceitação, acolhimento! Devemos ressignificar o passado para que nos sintamos emocionalmente fortalecidos e preparados, para usufruir de um presente, que realmente, seja “um presente” para nós.

Um presente que não dá lugar para arrependimentos, que não faz inimizades, que não causa e nem retém mágoas, um presente que aprendeu as lições do passado e está preparado para colher bons frutos no futuro.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, educadora social, fundadora e editora de conteúdo do Rede de Ideias: PRODUÇÃO DE CONTEÚDO. Seu interior é intenso, sempre foi, transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhor, para si mesmo, e para o outro!