05 erros que não podemos cometer no processo do desapego:

Desapego são renuncias! Renunciamos pessoas, coisas ou sentimentos que nos fazem mal, que apertam demais o coração e inquietam a nossa alma.

Tem muita gente disfarçando a dor, se fingindo de forte, se enfeitando de sorrisos, abandonando valores, sendo covardes com os seus sentimentos, largando de lado sonhos, e dizendo que está “praticando o desapego”.

A gente se desapega do que nos faz sofrer com indícios de covardia, desprezo e humilhação.

1- Não tente impedir o outro de ir.

Quando uma pessoa está decidida a ir, é porque o coração dela já foi faz tempo.

O seu comportamento muda, os seus hábitos mudam, e os seus sentimentos mudam também. Ela passa a nos ameaçar afetivamente, e por possuir os nossos sentimentos conseguem nos ferir e nos aprisionar em suas insatisfações e indiferenças.

Deixe ir sem implorar para que fique, deixe ir sem permitir que essa pessoa leve de você a coragem de batalhar, recomeçar, viver e ser feliz.

Não se submeta aos caprichos dela por medo de perder. Isso não é desistir, isso é se cuidar.

O amor próprio nos exige liberdade, e querer manter uma pessoa em sua vida que não se importa com você, é tolice. Quem supre as suas necessidades é Deus, e quem te cura da covardia do outro, é Ele também.

2- Não se culpe por tudo.

Você não é a(o) culpada(o) do erro que cometeram com você, e por este motivo não deve levar este fardo como se o outro fosse a parte vítima da história, merecedor de toda a atenção e cuidado.

Se respeite, por favor.

Você tem um coração, e nele pulsa amor, zelo, lealdade, compromisso e valor. Não permita ninguém te fazer pensar diferente.

Se proteja de pensamentos ruins, se preserve do que não vai te ajudar em nada, procure se reconstruir sem perder a dignidade, o caráter e a força de vontade.

Deus tem resposta pra tudo, e Ele sabe muito bem como está a sua alma. Ele sabe tudo que você passou, e o porque você se calou pra tanta coisa. Ele trata, Ele cuida, Ele trabalha no que for preciso para te colocar de pé de novo. É só uma questão de fé.

3- Não fique atrás de informações

Quem se foi não se preocupou em como te deixaria, e já tinha planejado a partida.

Especular a vida dessa pessoa só vai te ferir ainda mais, e roubar o seu tempo também.

Cada dia que passa é um novo começo, e feridas se cicatrizam quando nos aquietamos.

Lateja por um tempo, dói, parece que não vai ter jeito, que a gente não vai conseguir sobreviver, e algumas chegam até a infecionar dependendo das nossas reações diante da dor, mas acreditem, tudo passa, e tudo novo se faz.

4- Não se lamente pra todos.

Algumas pessoas vivem de especulação. Se fazem de amigas para descobrir suas lutas, seus desacertos, sua vida, e ao invés de te ajudar em oração, te dar bons conselhos, e te fazer se sentir melhor, propagam a sua situação sem respeito algum.

Por favor, desabafe com Deus e com quem realmente é digno de sua confiança, mas evite ser conteúdo de gente ruim.

5- Não se esqueça de quem você é.

O verdadeiro desapego: A gente se desapega é dos sentimentos primeiro, e os distanciamentos vão acontecendo. Neste percurso, não podemos permitir que o sofrimento nos anule.

Um dia após outro, e o nosso coração vai se fortalecendo na certeza de que nada é para sempre, e que o amor de Deus por nós, é muito maior. Ele é justo, Ele sabe o que faz.

*Foto de Steven Jones no Unsplash

VOCÊ SABIA QUE O SEU AMIGO GURU TAMBÉM ESTÁ NO FACEBOOK E NO INSTAGRAM?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS TORNARÃO A SUA VIDA MUITO MAIS LEVE E FELIZ!

adinserter name=”so nos adsense no fundo”]

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Cecilia Sfalsin
CECILIA SFALSIN, EVANGÉLICA, Filha do Deus altíssimo. Autora dos livros: Seguir em frente e Minha vontade de vencer é maior. Desprendida, é assim que me descrevo. Levo a vida com delicadeza, e as letras como um escape das rotinas e dos encargos que os dias nos obrigam a assumir. Sou quase amável, cristã, e apaixonada pelo autor da fé e da vida, Jesus.