Eu cansei de fazer papel de trouxa! Não vou culpar a Deus por uma escolha errada. Mas Ele é tão bom, que me permitiu passar por tudo isso e ainda me tornou mais forte. Você me atrasou tanto que nem percebi o quanto fiz por você e você nada fez por mim. Não te culpo por nada. Também tive minha parcela de culpa em levar adiante algo que não me fazia mais sair do chão.

Acho que era comodismo te querer por perto, mesmo vacilando tanto e me afastando cada dia mais de você. Mas, não seja idiota. E não tente me fazer de idiota de novo. Eu cansei! Tô vacinada.

Esquece a insistência e vai viver a sua vida. Uma pena que só tenha me notado agora. Depois de superar tudo que vivi e enfrentei pra ter você do meu lado.

Uma pena ver que precisei ir pra VOCÊ perceber que eu era o que você precisava. Todas as suas insistentes mensagens já não me estremecem mais. Deixei de tentar cuidar de você, para finalmente cuidar de mim.

Eu precisava mais que toda essa migalha que eu insistia em cobrar de você. A gente tinha tudo pra dar certo, bastou você querer.

Não era me anulando, me escondendo do mundo, me privando das coisas, me tornando propriedade sua e me trocando por todas as outras.

Agradeço por ser filha da p… comigo! Foi assim que percebi que eu merecia alguém de verdade do meu lado, alguém que provasse diariamente que queria me ter por perto, que me fizesse ficar, que honrasse com as promessas e todos os compromissos.

Cansei! Eu mereço apenas alguém que me dê atenção, que cuide de mim quando eu estiver carente, que esteja comigo quando eu precisar desabafar, que seja parceria na hora do caos. Alguém que não desista de mim quando eu estiver chata e careta.

Não precisa dizer nada. Esse não é o momento. Agora tenho que ir. E não vou dormir agora. Vou te bloquear! E não precisa fazer essa cara de assustado.

Não sou passatempo de ninguém e nem nasci pra servir de estepe quando sua carência aflorar. Preciso do meu lado quem não se preocupe em podar minhas asas, mas sim que voe comigo.

Você é radical demais, pula do barco sem me estender a mão. Sorte que sei nadar e tenho fôlego suficiente pra sobreviver e retornar depois do estrago todo que você fez por aqui. Eu vou me cuidar, não se preocupe.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Rogerio Oliveira
Rogério Oliveira é Publicitário, amante da fotografia, escritor nas horas vagas e leitor de sentimentos alheios!