Tão certo quanto a lei da gravidade é a lei do semear e colher!

por Greg Laurie

Abu Zarin Hussin, da Malásia, era conhecido como o sussurro da cobra.

O bombeiro de 33 anos tinha grandes habilidades em lidar com cobras venenosas. Ele apareceu no programa de TV “Asia’s Got Talent”. Mas um dia, uma cobra com quem ele estava trabalhando o mordeu. Ele morreu três dias depois.

Assim como é uma má ideia mexer com cobras venenosas, também é uma má ideia mexer com o pecado.

No entanto, algumas pessoas pensam:

“Eu posso lidar com isso. Eu sei que essa foi a queda de muitos, mas nunca será a minha queda. Eu posso controlar esse vício. Eu posso controlar esse problema.”

Até que um dia, aquele pecado inofensivo obtém o controle de suas vidas.

Vamos colher o que plantamos. Tão certo quanto existem leis da termodinâmica e da gravidade, é a lei da semeadura e da colheita.

Aqui está o que a Bíblia diz:

“Não se deixe enganar: Deus não pode ser zombado. Um homem colhe o que semeia. Quem semeia para agradar sua carne, da carne ceifará a destruição; quem semeia para agradar ao Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna”(Gálatas 6: 7–8).

Vemos essa lei cumprida na história de Hamã, no livro de Ester, no Antigo Testamento.

Hamã havia tramado uma conspiração para exterminar Mordecai e os judeus. Foi uma briga de sangue que remonta a um longo caminho, porque Hamã era um agagita. Isso significa que ele era um descendente do rei Agag, um inimigo declarado de Israel.

Deus ordenou que o rei Saul destruísse o rei Agag, mas Saul desobedeceu. Então, aqui no livro de Ester, encontramos um dos descendentes do rei Agag planejando um plano para destruir o povo judeu.

O problema era que Hamã havia sido elevado à segunda posição mais poderosa do reino. Então ele foi ao rei Xerxes e o convenceu a assinar um decreto de que todo o povo judeu em todo o reino da Pérsia seria morto em um ano.

Mordecai descobriu e havia apenas uma pessoa que poderia ajudar: sua prima Esther, que por acaso era a rainha.

O marido não sabia que ela era judia, porque Mardoqueu a instruiu a manter segredo.

Em uma mensagem para Ester, Mardoqueu disse:

“Não pense que, por estar na casa do rei,todos os judeus escaparão. Pois se você permanecer calado neste momento, alívio e libertação para os judeus surgirão de outro lugar, mas você e a família de seu pai perecerão. E quem sabe senão que você chegou à sua posição real por um tempo como esse? ”(Ester 4: 13–14).

Embora o nome de Deus nunca seja mencionado especificamente no livro de Ester, a mão de Deus é evidente em todas as páginas.

Ele estava trabalhando nos eventos, e havia muita colheita do que havia sido semeado.

Deus está sempre presente e trabalhando em nossas vidas como cristãos, quer o sintamos ou não.

Ele estava trabalhando na vida de Ester, ele estava trabalhando na vida de Mardoqueu, e ele estava trabalhando na vida do povo judeu. E ele trabalhou em eventos humanos comuns.

Deus toma situações impossíveis e as vira para sua glória.

No final, Hamã colheu o que plantou. De fato, ele se pendurara na forca que montara para Mardoqueu.

Tendemos a pensar na lei de semear e colher em um sentido negativo. Mas a lei de semear e colher é ao mesmo tempo negativa e positiva.

Enquanto Hamã colheu as repercussões de sua própria traição, engano, inveja e ódio, Mardoqueu colheu as recompensas de sua fidelidade, honestidade e integridade.

À medida que a vida passa, você percebe que é uma boa decisão obedecer a Deus.

Aqui está o meu conselho: faça o que Deus lhe disser para fazer. Na vida, siga a Palavra de Deus, a Bíblia.

Haverá momentos em que isso não é difícil de fazer. E haverá momentos em que é.

Haverá momentos em que é muito difícil defender Cristo e muito difícil manter sua posição. Mas faça o que é certo diante de Deus.

Eu sei que existem pessoas que parecem progredir na vida quando são desonestas e cortam cantos. No entanto, eles ainda recebem a promoção e a atenção.

Enquanto isso, você trabalha fielmente e silenciosamente, e ninguém parece notar. Tudo a você será honrado no final, porque todos colherão o que plantaram.

Ao recordar sua vida, você encontrará pessoas que se divertiram enquanto buscavam fé.

Alguns buscavam prazer sexual enquanto você buscava pureza sexual.

Alguns perseguiram este mundo enquanto você perseguiu o próximo. E enquanto eles colhem corrupção, ou morte, você está colhendo vida.

Enquanto outros se sentem usados, você se sente novo.

Então semeie para o espírito. Coloque Deus em primeiro lugar em todas as coisas. Não brinque com o pecado, ou o pecado irá brincar com você. Não há exceções.

Todos os dias, desde o momento em que você vai para a cama, você semeia para o Espírito ou para a carne? Aos poucos você descobrirá que colhe o que planta.

Começa com seus pensamentos e o que você deixa em sua mente – o que você contempla?

Encha sua mente com as coisas de Deus. Semeie para o Espírito, e você não se arrependerá.

Essencialmente, tudo se resume a isso: se semear um pensamento, colherá um ato; se semear um ato, colherá um hábito; Se semear um hábito, colherá um caráter; se semear o bem, colherá um destino.

E se entregue nas mãos de Deus!

*Tradução e adaptação REDAÇÃO Seu Amigo Guru
*Fonte: Harvest

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Seu Amigo Guru
Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!