Startup brasileira cria “uber” da saúde: mais barato que convênio médico

De olho na situação do brasileiro, que não está conseguindo pagar convênio médico, uma startup de saúde e tecnologia de São Paulo criou uma espécie de “uber” da saúde, uma alternativa que liga o paciente direto com o médico – e laboratórios de exames – com preço baixo e pagando só quando precisar.

O serviço permite que o brasileiro gaste muito menos do que pagaria em uma consulta particular.

A startup Vistacare usa um sistema chamado de Saúde On Demand e conta com uma rede com mais de 20 mil profissionais credenciados: médicos, dentistas, clínicas e laboratórios, espalhados em 19 capitais brasileiras e em mais de 500 cidades e seus entornos nos interior do país.

“Nós conectamos pacientes a prestadores credenciados, fazendo a melhor conexão possível entre o que consideramos os “3 pilares do atendimento”: localização, preço e data. Nesse formato, o assinante não perde tempo procurando um prestador na rede e nem agendando a sua consulta por conta própria.

Ele apenas informa à nossa central de agendamentos, que faz todo esse serviço e retorna com as opções e confirmação de agendamento”, disse o diretor de marketing da Vistacare, Lucas Bolognesi, ao SNB.

startup-cria-uber-medico

O preço

Por apenas R$5 por mês (preço promocional até 31/01/21) o cliente se associa à Vistacare pelo site.

Na plataforma, ela digita a especialidade médica – ou exames que precisa – mais a cidade onde gostaria de receber o atendimento.

Em instantes, o atendente retorna indicando os especialistas médicos, dentistas, ou laboratórios renomados mais próximos, que poderão atender ao paciente de maneira particular.

O associado recebe um cartão virtual para ser apresentado como identificação na recepção do consultório e uma tabela de preços da consulta com o especialista, que na rede Vistacare custa em média R$ 70 .

Para o paciente, o valor “é bem menor do que o preço de uma consulta particular com especialista, que gira em torno de R$ 300 em média na Grande São Paulo”. E para o médico também é vantajoso porque ele recebe mais do que os R$ 40 que as operadoras de saúde pagam.

A ideia

A startup foi criada pelos amigos Yuri Bertozzi, 28 anos, empreendedor e produtor musical, Vinicius Rossi e Lucas Bolognesi, ambos publicitários e também com 28 anos e Marco Bertozzi, 58 anos, empreendedor e consultor na área comercial há 35 anos.

Yuri, Lucas e Vinicius se conheceram há 13 anos, quando cursaram o ensino médio na ETEC Júlio de Mesquita, Santo André, na Grande São Paulo. Marco e Yuri são pai e filho que encararam o desafio de empreender juntos

Yuri Bertozzi, presidente e co-fundador da Vistacare, disse que a ideia surgiu para ajudar o brasileiro que não tem condições de pagar um plano de saúde, mas também não pode esperar por atendimento nas filas do SUS.

“A ideia surgiu da ânsia que tínhamos em criar algo que pudesse dar acesso a saúde de qualidade para a sociedade. Sabemos que o grande gargalo do SUS são as consultas e exames regulares. Então, pensamos em algo que pudesse apoiar esse paciente, que fica à deriva no sistema”, contou.

Os jovens empresários dizem que entraram na área pra ir na contramão do que se conhece em atendimento médico hoje no Brasil.

startup

“Em um país onde apenas 25% da população têm acesso à saúde privada de qualidade, a Vistacare optou por seguir na contramão dos sistemas de saúde atuais: baixo custo, facilidade pra entrar e sair, sem preço progressivo por idade ou restrição por doenças pré-existentes. A ideia é levar a saúde privada para o maior número de pessoas com o nosso serviço de Saúde On Demand”, concluíram.

Serviço

O Vistacare pode ser acessado pelo portal, Instagram e Facebook.

*Imagens: Marco, Yuri e Lucas, sócios da Vistacare – Divulgação

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Seu Amigo Guru
Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!