Nenhum divórcio é fácil. Esta semana, Whinderson Nunes e Luíza Sonza se separaram.

Fizeram um texto muito maduro, por sinal, a fim de evitar especulações (Já que são muito conhecidos e, obviamente, os fãs têm curiosidade sobre a vida de ambos).

Em meio a muitas mensagens de apoio de famosos e anônimos no instagram dele, uma enxurrada de mensagens e xingamentos no instagram dela.

“Interesseira”, “falsa”, e outras denominações de pessoas que não convivem com o casal, mas tem uma opinião formada sobre o papel de cada um dentro desta: ele, a pobre vítima de uma menina que tinha 17 anos quando o conheceu; ela, a algoz.

E, por mais incrível que pareça, os comentários mais agressivos, insultantes que li, foram de mulheres.

Só quem já passou por um divórcio sabe o quanto as pessoas podem ser cruéis. Seja você anônimo ou famoso. A culpa sempre recai sobre mulher.

As pessoas dizem que a sociedade está mudando, deixando de ser machista. Mas as responsabilidades do sucesso ou fracasso das relações continuam sendo jogadas para cima das mulheres.

Quem nunca ouviu as seguintes afirmações, por exemplo:

“Ele traiu porque ela não dava atenção”; “ela só casou com ele porque o coitado tem dinheiro”; “ela não cuidava bem da casa”; “ela trabalhava demais”; “ela cuidava mais da carreira que do casamento”… eles são sempre considerados vítimas. Como se o fracasso ou sucesso de uma relação dependesse apenas de uma parte.

Lembro perfeitamente o quanto fui julgada após o divórcio. Principalmente por quem não sabia nada sobre as coisas que passei antes, durante e após o casamento.

Fui humilhada de todas as formas e nunca ouvi de nenhuma dessas pessoas a pergunta: como você está e sentindo?

A separação nunca é fácil.

Acredite: ninguém casa pensando em separar. Principalmente como os jovens citados acima. Eles realmente acreditam que seus sentimentos, parceria e tudo mais que estão compartilhando podem durar para sempre. Mas, nem sempre isso acontece.
Principalmente quando se tem 20 anos e está se conhecendo, se descobrindo… e está tudo bem.

A quem possa interessar, nenhum divórcio é fácil.

Lidamos com nossas inseguranças, incertezas, medos, preocupações, frustrações, tristezas… E, acredite, o julgamento da família e amigos muito próximos. Imagine, então, num momento triste como esse, ser esculachada por desconhecidos e ter seu nome esfregado na lama?

A quem possa interessar, a Luiza tem só 21 anos. É filha de agricultores, começou sua carreira em 2014 e conheceu o humorista e ex marido 2 anos depois. O dois cresceram profissional e pessoalmente juntos.

Grande parte do trabalho da Luíza é escrito por ela mesma. Já ganhou mais de 7 prêmios e saiu na Capa da Forbes Brasil entre os poucos milionários brasileiros com menos de 30 que fizeram seu próprio patrimônio. E os juízes da internet, o que construíram?

Acredito, profundamente, que algumas pessoas tem a vida tão triste, desinteressante que preferem se esconder no papel de juiz da vida alheia para disfarçar isso para si mesmo.

Então, ‘juiz da internet,’ antes de sentar em sua cama bagunçada, com o celular na mão e um martelo de juiz na outra, lembre-se de analisar um pouquinho sua a própria vida. Garanto que tem mais aí pra resolver do que na vida da pessoa que você está julgando duramente.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Kássia Luana
escritora, promotora de vendas e divulgadora Seicho No Ie (SNI). Apaixonada pela vida, acredito na auto cura, na gratidão e amor ao próximo. Autora do livro "O Diário da Ana".