Quem se consola em Deus, quem busca em seu refúgio o encontro com aquele minuto de sabedoria interna, encontra respostas, encontra a si mesmo (a).

Embora o mundo esteja do avesso e pessoas não se compreendam, há o momento propício para tratar das dores e das feridas internas. Há o momento oportuno para agir.

Não faça do seu caminho uma estrada cheia de desafetos, não se vingue nem espalhe raiva ódio ou rancor. Um espirito livre de maldade, livre das ostentações da vida, caminha com a alma em paz ensinando e aprendendo com o tempo.

Atravessar a vida sem problemas e sem sofrimento é algo impossível. Por isso, desenvolva a capacidade da superação acreditando que tudo passará.

Aproveite o hoje para realinhar o suficiente para uma vida mais próspera e feliz.

Desejar o que não se pode ter oferecer o que não se tem pra doar, mentir para si mesmo (a) como se fosse uma realidade ilusória é perigoso. O tombo é maior, a queda pode ser profunda.

Volte-se para dentro. Exclua aquilo que não lhe pertence. Abuse na gratidão, solte os pensamentos ruins e confie mais em sua capacidade pessoal.

O céu está brilhando, nuvens se dissipam, o olhar se abre para uma versão diferente do ontem mais apertado, mais claustrofóbico. Respire.

Saiba aceitar, saiba realizar, saiba perceber coisas que teu coração não deixa ver.

Contribua de um jeito bom, contribua para que ao menos tua casa seja habitada por coisas boas e que ao teu redor haja a proteção que você espera diante da sua transformação interior.

Supere, vença, confie. Mas não maltrate por maltratar, não diminua por diminuir, não jogue fora tuas chances emocionais como se fossem algo inútil e sem serventia.

Colha por conta das suas escolhas. Colha por merecer algo digno que lhe faça absorver a necessidade de silêncio, orientação e crescimento.

Colha por achar que vai fortalecer inspirar, iluminar.

Não queira a escuridão e nem queira fechar os olhos para o que precisa ser resolvido.

O corpo sente, o físico se prejudica, as doenças se acumulam no espirito.

Transite, organize, revele-se de modo mais sereno.

Não se agrida. Busque sentir a brisa que vem a infelicidade que vai.

Sonhe e contemple o seu momento como se fosse algo sagrado e se respeite.

Na tua morada interior você pode eliminar tudo que quiser, com as armas que desejar. Arme-se de Luz, de fé e de Paz.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Sil Guidorizzi
Sou Paulista, descendente de Italianos. Libriana. Escritora. Cantora. Debruço-me sobre as palavras. Elas causam um efeito devastador em mim. Trazem-me â tona. Fazem-me enxergar a vida por outro prisma. Meu primeiro Livro foi lançado em Fevereiro de 2016. Amor Essência e Seus Encontros pela Editora Penalux. O prefácio foi escrito pelo Poeta e Jornalista Fernando Coelho. A orelha escrita pelo Poeta e jornalista Ivan de Almeida. O básico do viver está no simples que habita em mim.