Querido tempo… Apesar de tudo, aprendi muito com você. Aprendi que quem ama, fica, quem quer, atravessa oceanos; e quem soma, não some.

Hoje sou grata. Grata pelo amor que dei, pela paz que conquistei, pelo trilhar do aprendizado e da compreensão interna.

Sei que me revoltei, que chorei, que me desesperei por não achar certo aquilo que sentia como injusto, aquilo que parecia ter sido tirado da minha vida com violência e dor.

Lembro quando perdi meus irmãos, meu pai, pessoas queridas que fizeram parte do “MEU TEMPO”, da minha história, dos meus momentos.

Lembro também às vezes que tentei abrir portas fechadas buscando espaço pra entrar e ficar.

Na verdade, você soube me mostrar àquilo que realmente precisava passar e sentir, soube me mostrar a hora de parar.

Talvez eu tenha dado trabalho, talvez eu tenha sido rebelde comigo mesma; talvez eu tenha gritado dentro do meu silêncio por vezes, ensurdecedor.

Mas hoje ao descansar meu corpo e meu coração onde já me sinto com mais tranquilidade, vi que muitas tempestades passaram e que já não penso como antes. Já não me sinto tão vulnerável e incapaz de perceber o que não vai bem.

Acho que eu me salvei, acho que no fim das contas, me saí bem.

Obrigada, por me fazer entender que tudo acontece como tem de ser, e que eu estou aqui para evoluir.

Que bom, que em meio às minhas andanças, descobri o que realmente me humanizou, descobri como me despedir sem tocar mil vezes naquela história que já foi.

Parei de falar, parei de me coagir. Parei de me submeter.

E enfim aprendi que quem ama, fica, quem quer, atravessa oceanos; e quem soma, não some.

“Quem ama demonstra, se preocupa, se entrega, e deseja viver uma vida a dois!
Quem ama não se afasta por bobagens, não cria casos por besteiras, não causa estragos na vida alheia!
Quem ama quer ver o outro sorrir, quer doar seu tempo, quer desfrutar os momentos felizes e tristes ao seu lado.
Quem ama não machuca, não vira as costas, não vai embora!
Quem ama de verdade já aprendeu a transformar o que doeu em sabedoria, para amar ainda mais e melhor!”
Iara Fonseca

Querido tempo… Estou aqui refeita apesar de muitas vezes ter me sentido em mil pedaços.

Mas somente tua estrutura e a minha decência em não mais aceitar migalhas me fez perceber que não importa o que aconteça.

Eu vim à passeio, mas também vim pra sorrir.

Agradeço por cada livramento, cada dor deixada pra fora, cada palavra que aprendi a não engolir.

Hoje eu tenho voz, tenho atitude, tenho amor-próprio.

Bendito seja esse teu elucidar em minha mente, em minha alma, em meu corpo e espírito.

E ele é livre, pois sou alma antiga. Antes só, do que me perder de mim.

VOCÊ SABIA QUE O SEU AMIGO GURU TAMBÉM ESTÁ NO FACEBOOK E NO INSTAGRAM?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS TORNARÃO A SUA VIDA MUITO MAIS LEVE E FELIZ!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Sil Guidorizzi
Sou Paulista, descendente de Italianos. Libriana. Escritora. Cantora. Debruço-me sobre as palavras. Elas causam um efeito devastador em mim. Trazem-me â tona. Fazem-me enxergar a vida por outro prisma. Meu primeiro Livro foi lançado em Fevereiro de 2016. Amor Essência e Seus Encontros pela Editora Penalux. O prefácio foi escrito pelo Poeta e Jornalista Fernando Coelho. A orelha escrita pelo Poeta e jornalista Ivan de Almeida. O básico do viver está no simples que habita em mim.