Quanto menos você se maltratar mais saudável você ficará.

Quanto menos você der bola para pessoas sem respeito e sem noção de civilidade melhor para sua paz interior.

Não sinta culpa se você precisou mudar a rota da sua vida, se aquela pessoa já não está mais com você. Tudo é transitório, efêmero.

Você deve tirar proveito das lições, dos aprendizados e jamais implorar que alguém se mantenha ao seu lado por culpa ou pena.

Não se deixe ser usado (a) como se fosse algo descartável e sempre que puder vá aprendendo a lidar mais com sua parte emocional. Aprenda a dizer não, aprenda a dizer sim.

Peça desculpas por qualquer erro que você tenha cometido peça desculpas pelos erros que cometeu a si mesmo (a) levando em consideração que você é um ser humano cheio de falhas e que não existe perfeição em ninguém.

Não tenha medo de fechar a porta e de abrir outro ciclo para que a vida possa se movimentar.
Na verdade, a vida é sua, e ninguém tem o direito de arrancá-la de você.

Se algo lhe entristeceu perdoe.

Se algo lhe ajudou internamente agradeça.

Esteja em estado de alerta, vigília e proteção interna.

Alguém sempre passará pelo seu caminho lhe ensinando algo, e assim, sucessivamente também acontecerá com você.

Procure viver momentos bons, felizes e que lhe tragam força motivacional.

Jogue limpo, seja honesto (a), seja claro em suas respostas e não subjugue ninguém.

Você só precisa entender que tem uma vida, uma alma e um espírito que precisa ser cuidado com amor.

Você não precisa dar satisfação dos seus atos, você não precisa se esconder com medo do hoje.

Seja bom pra vida, viva um pouco de loucura. Até os sãos precisam vez em quando sair da zona de conforto e enlouquecer.

Só se conduza com dignidade e respeito. Não fira por ferir, não prometa o que não poderá cumprir.

Quanto mais você se afastar de tudo que machuca mais você se curará.

Aproveite todas as chances que Deus lhe dá e faça por merecer.

O caminho está aberto. A vida é sua.

Abrace o que lhe faz bem.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Sil Guidorizzi
Sou Paulista, descendente de Italianos. Libriana. Escritora. Cantora. Debruço-me sobre as palavras. Elas causam um efeito devastador em mim. Trazem-me â tona. Fazem-me enxergar a vida por outro prisma. Meu primeiro Livro foi lançado em Fevereiro de 2016. Amor Essência e Seus Encontros pela Editora Penalux. O prefácio foi escrito pelo Poeta e Jornalista Fernando Coelho. A orelha escrita pelo Poeta e jornalista Ivan de Almeida. O básico do viver está no simples que habita em mim.