Quando parei de culpar os outros e assumi a minha responsabilidade por tudo o que acontece comigo e com o mundo, encontrei a verdadeira paz dentro de mim!

Hoje, finalmente, posso dizer, e principalmente, sentir, que estou em paz, pois entendi que a solução para os meus problemas começa em mim não no outro! A minha paz é responsabilidade só minha!

Consegui, finalmente, me responsabilizar por tudo o que aconteceu de ruim em minha vida!

E a mágica aconteceu! Bastou que eu parasse de culpar os outros pelas minhas dores e pelo meu estado anterior de sofrimento para que eu tomasse a minha vida em minhas mãos e me sentisse em paz, como nunca havia me sentido antes!

Assim que decidi parar de jogar meus pesos nas costas dos outros, descobri a paz que já existia dentro de mim, mas que, teimosa, insistia em buscar do lado de fora, no colo dos outros, na rua, na vida de quem não tinha nada a ver comigo.

Hoje me sinto em paz com tudo que me rodeia e principalmente com tudo que sou!

Mesmo com a tempestade caindo lá fora, consigo fazer brilhar o sol aqui dentro!

Hoje me sinto preparada para enfrentar as adversidades de frente! Hoje, quando elas chegam desavisadamente, elas me encontram forte.

Hoje sei que tenho o poder de mudar estação das coisas, mesmo durante o inverno severo, consigo esquentar meu coração com o amor que existe em mim!

Hoje, quando a vida me pede para acalmar as coisas, eu a escuto e obedeço!

Hoje, consigo entender que se o meu desejo é que tudo se resolva plenamente, primeiro, eu preciso estar bem resolvida!

Percebi que a solução de todos os problemas que vivi e vivo sempre esteve a minha disposição e que eu tinha todas as ferramentas para resolvê-los. Bastava apenas eu decidir colocar o meu amor a serviço para as nuvens que me rodeavam se dissiparem por completo!

Hoje, descobri, finalmente, que a minha paz está dentro de mim, e ninguém conseguirá abalar essa força aqui dentro, nem com muito esforço, nem se me ofenderem, nem se me humilharem, nem se me desvalorizarem, nem se me desmoralizarem… nem assim, poderão tirar tudo que eu já conquistei de mi, porque eu já encontrei a minha paz.

Não foi fácil acessá-la! Haviam várias portas fechadas dentro de mim que me impediam de chegar até ela.

Mas ela sempre esteve aqui, eu só não encontrava a chave para abrir essas portas para que eu pudesse ter acesso a ela.

Só sei que daqui, ela nunca saiu, e entendi que era eu que, constantemente, decidia sair de mim e a abandonava displicentemente a cada não que eu recebia, a cada negativa da vida.

Parei então de culpar a vida e passei a me responsabilizar pela minha própria displicência e incapacidade de entender o não como uma oportunidade de crescimento interior.

Não me culpei por nada, nem pela minha insistente negligencia, nem por ter perdido tanto tempo procurando as chaves que poderiam abrir essas portas na casa dos outros, só me alegrei quando, enfim, as encontrei, e sai correndo abrindo uma porta após outra.

A cada nova porta que eu abria, eu conseguia entender melhor que nessa viagem que eu fazia todos os dias para fora, eu me perdia ainda mais e não conseguia voltar!

Quando percebi que todas as vezes que vinha uma vontade incontrolável de arrumar as malas e partir, a minha paz se despedia, parei de viajar, e passei a me isolar no meu lugar.

Descobri que a paz sempre me visitava quando eu fazia morada em mim e parava de culpar os outros.

Decidi então nunca mais sair de mim, e essa decisão de ficar em casa me libertou das dores do mundo, e do meu estado de sofrimento!

Só depois dessa forte determinação interior a minha paz me encontrou e, senti ela vibrar amorosamente dentro de mim, aí resolvi que daqui não saio mais!

A responsabilidade de me manter em paz é minha, de mais ninguém!

Entendi finalmente que as turbulências lá de fora, não estão sob o meu controle, mas estão sob o respaldo de Deus!

Meu único dever então é aceitar, confiar, e agradecer o plano divino, sem contestar!

Enquanto o plano de Deus se cumpre lá fora, vou selecionando as sementes que ainda preciso plantar aqui dentro.

Vou adubando minha terra com amor, dando tempo ao tempo, e com o passar dos meses, nesse constante “me querer bem”, vou me cultivando pacientemente, me adubando cuidadosamente, até que as minhas raízes se fortaleçam.

Até que as minhas primeiras folhas apareçam!

Aprendi o valor do tempo na formação do meu fruto.

Aprendi a nutrir diariamente a paciência em mim, e sei que o meu fruto amadurecerá no momento certo.

E na hora exata, quando ele estiver pronto para ser colhido, conseguirei sentir extasiante o gozo da autorrealização que tanto sonhei e sonho!

Hoje me sinto totalmente alinhada e envolvida com o TODO porque descobri que a minha paz mora aqui dentro de mim! Não dependo mais dos outros para me sentir em paz, e não os culpo quando não me permito mergulhar na lama que a tempestade faz. Me responsabilizo por ter me deixado levar, e retorno aqui para dentro, onde existe paz em abundância.

Hoje me valorizo, e não preciso mais tomar o valor dos outros pois encontrei o meu, que é encantador, suficiente e me basta.

Reconheço o meu mérito, a busquei com persistência e determinação, e como recompensa, ao meu determinismo, de me manter em paz, recebo diariamente regas constantes e valorosas do amor universal.

Hoje finalmente posso dizer que não há ninguém no mundo capaz de tirar a minha paz!

Ninguém!

A força e a coragem acompanham os meus passos, e a fé ilumina meus caminhos!

Deus está onde a paz, a coragem e a força se manifestam abundantemente, quando culpar os outros pelos nossos problemas não faz mais parte da nossa natureza, e quando o medo não limita mais os nossos passos!

A paz e o amor são inseparáveis, se há amor e não há paz, esse amor certamente não é verdadeiro!

O amor só faz bem quando está em paz!

O amor em sua essência divina nos mostra os caminhos certos que nos levam, sem desvios, até a paz que habita em nós!

Jesus disse aos apóstolos: “A paz esteja convosco!”, e os religiosos hoje dizem: “O Senhor está convosco! Ele está no meio de nós!”

Mas depois de tudo que eu experimentei nessa vida, eu posso afirmar:

“A paz sempre esteve e já está conosco, porque ela vive dentro de cada um de nós!”

Encontre-a aí dentro de você também! Se responsabilize e pare de culpar os outros! Mesmo que “aparentemente” a culpa seja deles!

Com gestos de amor, e paz, direcionados aos outros e a si mesmo, você conseguirá alcançar pontos essenciais dentro de você que o motivarão a seguir sempre em frente, não importará o quanto estiver chovendo lá fora, você estará determinado a ser luz em meio à escuridão!

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, palestrante, produtora e editora de conteúdo do Resiliência Humana e do Seu Amigo Guru. Seu interior é intenso, sempre foi! Transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhores, para nós, e para o outro!