Aprendi que um dos maiores problemas dos seres humanos, se não for o maior, é o conceito de “verdade’ que cada um de nós construiu, ao longo da vida, sobre AMOR!

É incrível como cada um possui uma crença diferente sobre amor!

Quanto mais racionalizamos o amor e queremos entender os motivos que levam familiares, casais, parceiros, amigos, pares de qualquer natureza, causarem tanto sofrimento uns aos outros, mesmo jurando um amor profundo mais nos distanciamos do amor verdadeiro.

E todos os julgamentos que nascem nos conflitos nos fazem menores, mesmo quando queremos parecer maiores. Porque agindo assim, banalizamos o sentimento mais nobre e poderoso que existe!

Não podemos dizer que amamos se constantemente julgamos, exigimos, subjugamos, ofendemos, ignoramos, controlamos, e tudo mais.

Se não aceitamos a forma que o outro enxerga e leva a própria vida!

O nosso conceito de amor está tão equivocado que temos a petulância de diZer que amamos mais, muito mais e, o outro, ama menos!

Fazemos essa distinção justamente porque não conseguimos atingir o real poder do amor!

Não existe medida possível para o amor! Ele é vasto! É todo o continente da consciência!

Estar consciente dessa consciência é querer fazer a sua parte dentro desse latifúndio.

Não seja a praga que contamina a plantação. Seja a chuva leve, o passarinho, um beija-flor manso!

Não obrigue o outro a amar a sua forma de amar!

Repense a forma como você manifesta o seu amor e o como você deseja ser amada!

A vida te surpreende todos os dias com o verdadeiro amor, sempre quando você acorda e tem a chance de fazer diferente.

Se torne consciente dessa consciência. Ela existe e esta presente o tempo todo, por isso ela te pede a mesma presença.

Pare de projetar o futuro e se prender ao que aconteceu no passado. Olhe para a prepotência e a arrogância do seu próprio ser, não as do outro.

Seja como o ar.

Ou você ama, ou você não ama!

É muito simples!

Nós é que gostamos de complicar tudo!

Quando não sabemos amar ou acreditamos em um conceito de amor fajuto, acabamos sofrendo ou fazendo o outro sofrer, porque somos movidos por interesses egoístas e mesquinhos!

Quando amamos em essência, doamos o que temos de melhor sem pedir nada em troca!

Apenas servimos humildemente e nos sentimos agradecidos por isso!

Saímos alegres, celebrando a linda oportunidade de amar!

Muitas pessoas estão há anos tentando encontrar uma pessoa perfeita para amar, ou com medo da solidão, dizem que amam, mas oferecem um amor desajustado, desequilibrado, autoritário e muitas vezes até violento, física e/ou emocionalmente!

Esse amor as avessas que idealiza ou se submete é uma doença, e gera muito sofrimento!

A minha libertação veio justamente quando entendi e aceitei que a minha luz dificilmente atingirá em cheio corações vazios!

Entendi que essa luz que me guia, é o meu amor!

Aprendi que se eu tiver que apagar essa luz dentro de mim para tentar acender a luz do outro, eu vou sofrer e também farei o outro sofrer, todas às vezes!

A minha luz precisa ser alimentada constantemente por mim.

Criei o hábito de cuidar da minha chama para que ela não se apague porque, algumas pessoas, são especialistas em tentar ofuscar a luz alheia.

Aprendamos a amar de verdade. A semear amor por onde passarmos, a colocar amor no que fazemos. Mas atentemos que amor não é controle, é confiança, amor não é apego, é liberdade. Amor não é a ilusão que as suas sombras querem te enganar que é. Amor é amor, simples, uma simples conexão de almas, se posso dizer assim, posto que as palavras não alcançam.

O amor faz tudo fluir naturalmente, ele acalma a alma que estava atordoada a própria sorte.

Jesus usava o amor para curar, e olhe mais fundo, se no fundo, essa não é a verdade da consciência e da criação.

O sofrimento vem do apego, da má água que corre dentro.

Limpe as águas, purifique os seus rios interiores, ame todas as partes de um todo.

E se veja livre.

Livre de possessões, livre de realização, livre de competição, livre de controle.

Amor é incentivo honesto, é admiração constante, é o cativar da esperança no outro. E simplesmente não existe fé sem esperança, nem esperança sem fé.

São como todos nós, um todo.

Até hoje não entendemos as palavras de Jesus porque temos ouvidos mas não ouvimos, temos olhos mas não vemos.

E assim caminha a humanidade. Muitos ainda egoístas, maldizendo a sorte dos outros por livre necessidade de controle. Muitos ainda cavando a própria cova com abutres espreitando.

Muitos sendo controlados pelo medo, pela avareza, pela constante culpa e falta de perdão.

Muitos agonizando a deriva pela própria escolha que se mostrou uma decisão infeliz.

Seremos para sempre torturadores uns dos outros, movidos pela arrogância de querer provar que estamos certos, até quando?

Chegou a hora de despertar para a verdade do amor que tudo cria e tudo cura, de se autorresponsabilizar e se transformar interiormente.

Pensemos no amor com a verdade que ele tem, não com a verdade que construímos com o tempo.

*Foto de Kate M no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Seu Amigo Guru
Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!