Na prática nenhum relacionamento é perfeito! Você pode olhar os casais felizes e bem resolvidos e achar que merece um amor igual, e continuar a viver uma ilusão do amor ideal, ou você pode aceitar que todas as relações, por mais que pareçam indestrutíveis, só se tornarão realmente laços de verdade se houver amor verdadeiro, entendimento das diferenças, respeito a individualidade e vontade de estar junto!

Depois que a paixão arrebata a alma, a única forma de manter a chama acesa, mesmo depois que os anos passam, é a amizade que se constrói! Se a amizade for forte, o amor também será!

Como um farol mirando o horizonte em noite escura, a amizade nos lembra que sempre terá alguém olhando por nós! E esse sentimento de proteção mútua, que se estabelece, transforma qualquer mar revolto em um recanto manso onde se poderá boiar sem medo! 🙏

Desejo que todos os amigos possam entender que o relacionamento e o farol não são apenas bonitos para quem vê… afinal, ninguém que estiver a bordo de qualquer embarcação, sobreviverá, se não existir alguém responsável e disposto a olhar o farol de perto! O ideal é que sejam dois, enquanto um descansa o outro vigia, revezando nos cuidados respectivamente!

Cuidar do “farol” requer de nós muito esforço… diário! Há de se amar muito o que se faz… é preciso amar a possibilidade de servir e estar atento caso alguns dias seja necessário soar o alarme… caso haja qualquer sinal de rompimento ou acidente no interior do nosso mar…

É preciso… Subir e descer centenas de degraus, todos os dias… Só quem tem disposição e vontade sabe…. só quem tem Resiliência sabe… mas a recompensa depois de um dia inteiro de trabalho e dedicação, de confiar no silêncio que vem do “alto”, com o olhar e o coração mirando o céu, a cada novo dia, é ter a vista da imensidão toda…

… e é exatamente essa imensidão que eu chamo de AMOR!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, educadora social, fundadora e editora de conteúdo do Rede de Ideias: PRODUÇÃO DE CONTEÚDO. Seu interior é intenso, sempre foi, transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhor, para si mesmo, e para o outro!