Em primeiro lugar quero agradecer a Deus, não foi fácil tomar essa atitude de expor minha vida! Poucas pessoas sabem, mas sofro de depressão e ansiedade. Só vim desabafar, muita gente deve ter o mesmo problema calado.

Minha ansiedade dói na mente, dói no meu corpo, não me deixa respirar.

Perco o controle sobre meus sentimentos e tudo parece ser caos.

A ansiedade tenciona cada músculo do meu corpo, enquanto tento lidar com questões internas e tento manter o rosto sereno para ninguém notar.

Me faz sentir a todo segundo que tem alguém chateado com algo que eu fiz ou falei. O peso de tudo fica dobrado e sinto que preciso cuidar de todo mundo, mas não deixo ninguém cuidar de mim.

Sou uma pessoa totalmente dedicado ao trabalho, humor, colegas, família, mas totalmente sensível a pressão do dia dia e sentimentos, uma vez ou outra vem uma explosão disso tudo, uma angústia e nesse dia tudo se torna confuso, os demais dias são feitos de tristeza constante, noites sem dormir, falta força não por preguiça, mas por vontade.

Desmarco quase todos compromissos, acordo disposto a tentar mudar, uma briga interna.

Muitos vêem como se fosse frescura, minhas piadas, fotos nunca demonstraram o Cicero Felintro desse lado e hoje resolvi compartilhar para todos. É um assunto que muitos até tem vergonha de se expor e isso piora.

Não quero ninguém com dó, com pena, achando melancólico, ou algo assim, quero só que entendam que essa porcaria não tem cara, eu não controlo ansiedade, aperta tudo no peito e as vezes sem motivo.

A mente trabalha a cada segundo para se conter. Mas só quem sente sabe a luta que se manter em um nível social do dia dia, sorrir, conversar, trabalhar, etc…

Essa tal vida que as vezes nem sentido faz, mas enfrentamos de alguma maneira. Tipo hoje caído, amanhã de pé, depois de amanhã sei lá.

Peço PERDÃO a toda minha FAMÍLIA, minhas filhas, meus EX relacionamentos, meus amigos e a todos que pelos meus erros, minhas falhas, minhas atitudes nos trouxe sofrimentos.

Pelo sofrimento que causei a mim mesmo, pelos pavores e fantasmas que alimentei, pela frieza e fraquezas que tanto me enfraqueceram. Hoje peço perdão a mim mesmo!

Me perdoo por tantas vezes ter fascinado, pelos julgamentos errados, por ter cedido ao desespero, pelo destempero.

Me perdoo por idealizar, perder a lucidez, cegar diante do óbvio.

Me perdoo pela ansiedade exagerada, pela sensibilidade amplificada, por me apegar ao nada.

Me perdoo pelas vozes que ouço, pela mente em alvoroço.

E ainda me perdoo por permitir que machucassem e por todas as vezes em que meti os pés pelas mãos.

Me perdoo por aparentar segurança mesmo sem esperança.

Me perdoo por todas as ilusões e todas as decepções, pela raiva doentia que senti de mim mesma.

Me perdoo por sofrer mais que o necessário, pelo entulho imaginário, pelo orgulho maldito e o dito pelo não dito.

Refleti muito até ter coragem para expor isso que me aflige imensuravelmente!

Se você também luta contra a ansiedade, saiba que não está sozinho. Alguns dias são difíceis mesmo, mas uma hora o sossego há de chegar para cada um.

E para quem não tem, mas conhece alguém que tem, para quem conhece a mim, respeite essa pessoa, me respeite, não nos julgue.

No fim estamos todos tentando sobreviver a nós mesmos e a esse mundão, mas algumas pessoas têm batalhas maiores que as outras.

#desculpasodesabafo

FONTEautor Cicero Felintro
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Seu Amigo Guru
Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!