Vá! E colha as bênçãos! Recomeços, reinícios, mudanças e novas partidas, se tornam momentos únicos, momentos de oportunidades de nova vida, de olhar lá para o futuro, de batalhar a esperança para que tudo seja do jeito como sonhamos nosso melhor sonho.

Põe Deus à frente, otimismo na mente e vá em frente.

O melhor de todos os dias vai chegar quando você aprender que é você que faz a diferença entre ter ou não ter, entre ser ou não ser, entre rir ou chorar.

Há possibilidades incríveis a tua espera. Mas nada é tão simples igual a gente lê nas revistas, igual a gente escuta por aí, igual a gente ouve falar.

E não há nada errado em não saber o que fazer. Em ficar perdido por alguns dias, esperando se cansar de sofrer.

Deixe a tempestade passar, deixa a poeira baixar, varra a sujeira que fica, para bem longe, e deixe seu caminho limpo para que você vá na direção certa que guiará os seus próximos passos.

Você é responsável por sair do lugar de onde não quer ficar.

Lance os desafios, encare-os com seriedade, trabalhe para que aconteça e não se esqueça: Deus cuida com amor de todos os sonhos que temos, desde que O coloquemos no comando de tudo.

Mas corre, que o tempo é curto!

O que tiver que ser será!

O que tiver que vir, virá.

Vá! E colha as bênçãos!

** Revisado e editado por Iara Fonseca

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Cleonio Dourado
Escrever é uma fuga que sempre uso. Não tenho temas. Não tenho destinos. Alguns devaneios e desatinos, quem sabe. Solto as palavras ao vento. Viajo ao vê-las viajando pelo ar. Recolho as que voltam nos relentos das manhãs e me lavo em seus afagos. Eu me aguo, renasço. Palavras me acariciam a alma, despertam-me sentimentos, paz, calma. Leio, releio, rascunho e escrevo. Faço dos textos da minha lida, as estrelinhas da minha vida