Pescador sobrevive após ser engolido e cuspido por baleia jubarte

Não, não é história de pescador e sim contada por ele, após um milagre. Michael Packard é um homem de sorte: foi engolido por uma baleia e conseguiu sobreviver.

Packard, de 56 anos, disse à WBZ-TV que estava a cerca de 15 metros de profundidade nas águas de Provincetown, EUA, quando “de repente senti um enorme solavanco e tudo ficou escuro”.

Ele recebeu alta do Hospital de Cape Cod na tarde de sexta-feira,11, com alguns ferimentos, mas nenhum osso quebrado.

Ele pensou que tinha sido atacado por um tubarão, mas percebeu que não sentia nenhuma dentada e não sentia dor. Rapidamente, ele se deu conta de que havia sido engolido por uma baleia.

“Eu estava completamente dentro; estava completamente escuro. Pensei comigo mesmo: ‘Não há como eu sair daqui. Estou morto […] Eu podia sentir que estava me movendo, e podia sentir a baleia me apertando com os músculos de sua boca”, disse Packard ao Cape Cod Times.

A passagem pela boca do mamífero teria durado uns 40 segundos, tempo mais do que suficiente para passar um filme na cabeça do pescador. No meio do pânico, ele começou a lembrar da mulher, dos filhos…

“Tudo que eu conseguia pensar era nos meus meninos – eles têm 12 e 15 anos”.

A salvação

Então a baleia voltou à superfície, balançou a cabeça e cuspiu o pescador.

“Fui cuspido para o ar, caí na água e consegui flutuar. Nem acredito. Estou aqui para contar”, afirmou.

“Eu vi a luz e ela começou a jogar a cabeça de um lado para o outro, e a próxima coisa que eu percebi era que estava do lado de fora (na água)”, disse Packard.

Ele foi resgatado por seu companheiro de tripulação no barco de superfície.

Mesmo depois do sufoco o pescador garante que vai voltar a mergulhar assim que estiver completamente curado.

Cientistas

À cadeia de televisão CBS, Joe Francis, capitão do barco onde Packard trabalha, contou:

“Vi o Mike sair da água a voar, com os pés à frente, até cair novamente na água. Saltei do barco para o trazer para o convés e quando ele se acalmou, me disse: ‘Joe, eu estava na boca de uma baleia. Não posso acreditar! Eu estava na boca de uma baleia, Joe!’”.

Jooke Robbins, biólogo e diretor de Estudos de Baleias Jubarte no Centro de Estudos Costeiros de Provincetown, acredita que este encontro incomum teria sido acidental.

“Normalmente, não vemos baleias jubarte fazerem este tipo de coisa”, comentou à CNN. “Penso que foi uma surpresa para todos os envolvidos”, o que inclui o pescador, mas também o cetáceo, acrescentou.

Cientistas marinhos citados pelo The Guardian dizem que as baleias geralmente não estão interessadas em incomodar os humanos, mas é aconselhável ficar longe.

“Elas fazem aquilo que chamamos de engolir a seco e podem abrir a boca de uma forma incrível”, disse Peter Corkeron, cientista do Aquário da Nova Inglaterra, à WBZ-TV.

“As baleias são grandes e fortes, e se acontecer algo de errado quando alguém estiver por perto podem ser muito perigosas”, completou.

Já Jooke Robbins, diretora das investigações científicas que envolvem as baleias jubarte no Centro de Estudos Costeiros de Provincetown, citada pela agência France Press, admite nunca ter ouvido uma história assim, mas afirma:

“Eu conheço as pessoas envolvidas. Tenho todos os motivos para acreditar no que dizem”. E explicou:

“Quando estas baleias procuram comida, elas se lançam com a boca aberta, engolem peixes e água muito rapidamente e depois usam a água como um filtro. A boca é bastante grande”, mas a garganta é estreita e não há hipótese de engolir algo tão grande [cooum homem]”.

Com informações do Sunnyskyz e Expresso e SNB.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Seu Amigo Guru
Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!