Para Mario Sergio Cortela “É impossível ser feliz sozinho”.

Muitas pessoas pensam que é melhor viver sozinho, que podem se bastar sem que precisem de ninguém em suas vidas, e realmente, a felicidade acontece, primeiro dentro da gente, mas se não compartilhamos essa felicidade, ela acaba nos escapando.

Segundo o filósofo e educador Mário Sérgio Cortella, a felicidade é sentir a vida com alegria a cada instante.

“É o momento em que sinto a vida em plenitude dentro de mim e quero que aquilo se eternize. Felicidade é a capacidade de ser inundado por uma alegria imensa por aquele instante, por aquela situação”.

Ele afirma que a feliciade é provisória, que não pode ser contínua, e que se trata de uma vibração:

“É você sentir a vida vibrando, seja num abraço, seja na realização de uma obra, seja numa situação em que seu time vence, seja porque algo que você fez deu certo, seja porque você ouviu algo que quis ouvir”, afirma o filósofo.

Para ele, a carência nos mostra o que nos falta em nossas vidas e se a felicidade fosse eterna, nunca a perceberíamos de fato:

“Nós só temos a noção de felicidade pela carência. Se eu tivesse a felicidade como algo contínuo, eu não a perceberia. Nós só sentimos a felicidade porque ela não é contínua, isto é, ela não é o que acontece o tempo todo, de todos os modos”, explica o filósofo. Além dessa constante sensação de perenidade, a felicidade também só é sentida quando compartilhada.

Cortella, diz que a felicidade depende da comunhão com os outros. E diz que não é possível ser feliz sozinho, pois precisamos uns dos outros.

“Felicidade, pelo óbvio, só acontece com alguém que vive, e viver é viver com outros e outras, e como não é possível viver sozinho, a possibilidade da felicidade isolada, solitária é nenhuma”, explica.

Mesmo quando estamos bem sozinhos intimamente, gostaríamos de dividir o nosso bem-estar com alguém.

“Mesmo na literatura, como Robinson Crusoé, por exemplo, que lida com o homem que está só, mas ele está só depois de ter convivido com os outros”, comenta.

Ele prova que a felicidade não aocntece quando estamos sozinhos, justamente porque não há essa possibilidade em vida.

“Não há história de ser humano em que ele tenha sido sozinho da sua geração até o término. Se assim não há, não há possibilidade de ser feliz sozinho”, conclui Cortella.

Sim, devemos nos sentir felizes em nossa própria pele, buscar nos nutrir de bons momentos e satisfazer as nossas necessidades, mas para sermos felizes de verdade, precisamos aprender a compartilhar a nossa alegria com outras pessoas, e também precisamos aprender a celebrar e vibrar com a alegria dos outros.

Para Mario Sergio Cortela “É impossível ser feliz sozinho”, você concorda?

*DA REDAÇÃO SAG.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!