Para ajudar crianças carentes com educação em casa, Reino Unido dará 6 meses de internet grátis. Milhões serão beneficiados

A intenção é garantir aulas à distância para todos em meio à distancia pandêmica e social do COVID-19.

Como medida preventiva para que milhares de crianças no Reino Unido possam continuar seus estudos à distância, a empresa de telecomunicações BT fez uma parceria com o Departamento de Educação para garantir acesso gratuito à Internet para as crianças mais desfavorecidas por um período de pelo menos 6 meses.

Durante a pandemia do COVID-19 e a quarentena que esse surto gerou, as salas de aula passaram a ser virtual, para cumprir o distanciamento social. No entanto, nem todo mundo tem a sorte e a possibilidade financeira de ter internet em casa.

Por esse motivo, o plano do governo que realmente cuida e se preocupa com os seus cidadãos é abrir milhões de pontos de acesso Wi-Fi em todo o território para que nenhum estudante fique sem suas atividades escolares, que devem ser concluídas em casa pelo menos até setembro, segundo o Metro.

Segundo o presidente do Comitê de Educação Selecionada Robert Halfon, cerca de 2,5 milhões de crianças acham difícil aprender à distância, devido à falta ou à má conexão à Internet.

Além disso, esta medida considera que o acesso à rede é feito com uma filtragem abrangente de conteúdo e direcionará as crianças para recursos on-line e programas de aprendizado.

Tudo será distribuído e gerenciado pelo Departamento Britânico de Educação.

Essa medida surge em meio ao contraste demonstrado pelas crianças com menos recursos para acessar tecnologia e educação a distância nessa emergência de saúde, em comparação àquelas com maior apoio econômico.

É uma lacuna que eles tentam fechar.

“A oferta de nossa herança de pontos de acesso Wi-Fi garantirá que mais milhares de crianças possam acompanhar seu importante aprendizado digital e trabalhos escolares on-line pelo resto do trimestre e durante as férias de verão e no outono”, disse Marc Allera, diretor executivo da divisão de consumidores da BT .

“O plano segue a iniciativa do Departamento de Educação anunciada em abril, que visa ajudar as crianças mais necessitadas da Inglaterra a acessar recursos vitais de aprendizado on-line.

Mais de 50.000 roteadores 4G sem fio já foram fornecidos, para crianças no ensino médio com assistente social, graduados, e crianças até o último ano sem acesso à Internet “, acrescentou.

Enquanto o Ministério das Normas Escolares anunciou a alocação de mais de US $ 125.000.000 para apoiar os alunos com educação à distância, a ponto de fornecer o equipamento necessário para suas atividades.

A ideia é que ninguém fique sem estudar devido a problemas com a falta de internet.

O Reino Unido vem dando exemplo de como os governantes do mundo todo devem cuidar de seus cidadãos. Enquanto alguns países seguem negligenciando a Educação, a saúde, e continuam maltratando a sua população.

Com toda certeza, o Reino Unido é um exemplo a seguir para outros países do mundo todo, inclusive o Brasil.

*DA REDAÇÃO Seu Amigo Guru. Traduzido e adaptado de UPSOCL, escrito por Cristofer García

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Seu Amigo Guru
Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!