Deus, quando eu não puder carregar todo peso que a vida me sujeita, que o senhor possa ser o apoio das minhas costas.

Quando eu não enxergar os buracos no meu caminho, que o Senhor seja meu guia;

Quando eu não puder ver os erros que cometo, que o Senhor seja meu mestre;

Quando eu for incapaz de me defender de todo mal que me causam, que o Senhor seja meu escudo;

Quando eu não mais suportar a dor na minha alma, que o Senhor seja meu acalento;

Quando eu perder meu brilho, que o Senhor me dê um toque de especialidade;

Quando eu perder a calma, que o Senhor seja a brisa que suaviza meu coração;

Quando estiver muito machucado para seguir em frente, que o Senhor seja minhas pernas;

Quando me sentir sozinho, que o Senhor seja meu colo e meu conforto;

Quando pensar em desistir, que o Senhor seja o sopro que impulsiona a minha vontade;

Quando me perder de mim, que o Senhor me encontre;

Quando estiver no fundo do poço, que o Senhor seja o meu impulso;

Quando estiver na escuridão, que o Senhor seja a luz que clareia meus dias;

Quando eu me negar a dar o perdão, que o Senhor acaricie minha alma;

Quando for incapaz de amar, que o Senhor dê asas ao meu coração;

E quando meus dias acabarem por aqui, que o Senhor me receba de braços abertos.

Amém.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Luciano Cazz
"Luciano Cazz é publicitário, ator, roteirista e autor do livro A Tempestade depois do Arco-íris."