O único relacionamento que realmente importa na vida é o que você tem consigo mesmo.

Como seres humanos, podemos passar muito tempo nos preocupando com os nossos relacionamentos com as outras pessoas. Mas, na realidade, o único relacionamento que realmente importa na vida é o que você tem consigo mesmo.

A única pessoa que viajará com você por toda a sua vida é você. Sim, só você, do berço ao túmulo.

Não quero parecer mórbido; isso serve apenas para enfatizar a importância do relacionamento consigo mesmo e a importância de se conhecer.

As três razões mais importantes para se relacionar consigo mesmo:

1. Amor próprio

Se você conhece a si mesmo, o que você tem de bom e de ruim, você pode começar a aceitar quem você é – exatamente como você é.

Pode parecer um desafio aceitar alguns aspectos que você não percebe como positivos, como a preguiça.

No entanto, se isso faz parte de você, é importante honrar isso em vez de negar.

Essa parte sempre estará lá, mesmo que você a negue.

Aprender a ver os benefícios da preguiça, apreciá-la e não deixá-la agir contra você, o levará a ser capaz de abraçá-la como parte de quem você é e, portanto, amá-la.

Quando você tem um bom relacionamento com você mesmo, você passa a se nutrir, crescer, desenvolver, prosperar e florescer.

Conheça a si mesmo para se aprimorar.- Auguste Comte

2. Independência

O autoconhecimento o torna independente das opiniões dos outros. Se você sabe o que funciona para você – o que é bom para você e, portanto, o que não é – é irrelevante o que os outros podem pensar e aconselhar.

Você é o especialista de seu próprio ser. Você está no comando de seus pensamentos e da sua própria personalidade.

Independência e autoconsciência também estão ligadas à confiança . Saber quem você é e o que você representa na vida pode ajudá-lo a ter um forte senso de autoconfiança.

Para ser você mesmo, você precisa se conhecer.- Dra. Mariette Jansen

3. Tomada de decisão clara

Como sabemos, com o conhecimento vêm o insight e a confiança – e isso pode tornar o processo de tomada de decisão (tanto para escolhas simples quanto complicadas) muito mais fácil. Não há muito espaço para dúvidas, uma vez que você tenha obtido esse insight completo.

Todos nós falamos duas línguas: a língua do coração e a da cabeça. Se elas estiverem alinhadas, é fácil tomar uma decisão. Mas se não estiverem, depende apenas do seu humor, o que você acha que é certo ou errado.

Um exemplo: você está no processo de compra de uma casa e encontra aquela que preenche todas as suas expectativas (na sua cabeça). No entanto, há algo na casa que não cai bem. Você não tem certeza do que é, mas não parece certo.

Ter dois diálogos diferentes em seu sistema torna impossível agir com clareza.

Hoje sua cabeça está dominando e você quer comprar a casa, amanhã é o seu coração dizendo para você não ir em frente com a compra. Alinhar a cabeça e o coração trará clareza, o que facilitará a tomada de decisões.

É difícil imaginar uma maneira mais estúpida ou mais perigosa de tomar decisões do que colocá-las nas mãos de pessoas que não pagam preço por estarem erradas.- Thomas Sowell

Entenda que o único relacionamento que vai te levar a algum lugar muito melhor do que esse que você está agora é o que você trava diariamente com você mesma. Não tente amar outras pessoas, antes de amar a si mesmo.

*DA REDAÇÃO SAG.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!