O mundo está cheio de pessoas que se acham tanta coisa, e mal conseguem se sustentar por dentro. É tanta gente certinha. Tanta gente isenta de culpa, gente que sabe de tudo e que só vê no outro a capacidade de errar.

Gente que critica, que fala do outro, que não se coloca no lugar de ninguém.

Gente que vem sempre com opinião contrária, que muitas vezes sequer entende a legenda, que chega e já quer sentar na janelinha querendo se apossar do que nem é seu.

O mundo está cheio de pessoas que se acham tanta coisa, e mal conseguem se sustentar por dentro.

O foco principal é atacar, é se intrometer, é não ajudar, é bisbilhotar e estar sempre pronto a ofender.

Fico imaginando que todas essas pessoas devem se sentir o suprassumo da sabedoria, da inteligência, devem achar que sempre estão certas, devem achar que somente elas têm a voz da verdade e da razão.

O amém muitas vezes sai da boca pra fora, o perdão é coisa de quem é fraco e resiliência é palavra fora de moda.

É o que vejo.

Gente sem escrúpulo, gente que detona, gente que sempre está pronta a oferecer críticas destrutivas ao invés de se elevar espiritualmente, emocionalmente.

Ao invés de realmente se engajar em auxiliar ao próximo, de se colocar com empatia, de prestar solidariedade e ativar o humanismo.

São pessoas dentro do seu mundinho cheio de amargura e confusão mental.

Tudo que fazem é certo, tudo que dizem é correto.

A maioria está pronta a apontar o dedo, mas não enxergam os próprios defeitos.

É o que vemos. É muita gente dizendo e pouco se importando.

Que Deus nos ajude, que ELE nos proteja; que ELE nos traga para o eixo, para o caminho da verdade e não das sandices alheias.

Uma grande parte já está adoecida moralmente, internamente, espiritualmente.

Parece que vivemos em tempos de juízo final.

*FOTO: reprodução/instagram

VOCÊ SABIA QUE O SEU AMIGO GURU TAMBÉM ESTÁ NO FACEBOOK E NO INSTAGRAM?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS TORNARÃO A SUA VIDA MUITO MAIS LEVE E FELIZ!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Sil Guidorizzi
Sou Paulista, descendente de Italianos. Libriana. Escritora. Cantora. Debruço-me sobre as palavras. Elas causam um efeito devastador em mim. Trazem-me â tona. Fazem-me enxergar a vida por outro prisma. Meu primeiro Livro foi lançado em Fevereiro de 2016. Amor Essência e Seus Encontros pela Editora Penalux. O prefácio foi escrito pelo Poeta e Jornalista Fernando Coelho. A orelha escrita pelo Poeta e jornalista Ivan de Almeida. O básico do viver está no simples que habita em mim.