Qual é o seu maior medo? Aquele que te faz suar, ter calafrios. Aquele que te faz perder o sono. Que tem faz chorar como uma criança de 3 anos sozinha na rua.

Aquele que destrói seu dia, te deixando tão triste, mau humorado que é difícil de explicar.

Aquele que te faz ser agressivo, ou ficar na defensiva o tempo inteiro.

Aquele que te faz, por vezes, sentir raiva de si mesmo e de muitas outras pessoas.

Aquele capaz de destruir suas relações e se afastar dos outros só de pensar nele.

Sim, esse mesmo, que por vezes te faz ter pena de si mesmo e se achar incompreendido pelo mundo.

Ele é o seu dono.

Está comandando a sua vida, as suas decisões.

Ele quem está decidindo se você vai ter um ótimo ou péssimo dia.

Ele quem está ditando as regras das suas relações (ou não relações) com as outras pessoas.

Ele quem escolhe os lugares onde você vai ou não.

Ele controla todas as suas outras emoções.

Escolhe até as músicas que você ouve.

Sim, ele domou você!

Quanto mais você luta para escondê-lo e minimizá-lo, mais ele cresce.

Parece o monstro dos filmes de terror mais absurdos.

E então você tenta abafá-lo com vícios e diversões fúteis. Mas ele sempre volta e você tenta calá-lo mais uma vez com o barulho da TV. Ou ocupa todo o seu tempo com trabalho e outras atividades que você odeia.

E, de repente, quando parece que você o calou, ele aparece novamente. Ainda mais forte.

Seu maior medo tem o tamanho que você deu a ele. Você o alimentou durante anos à fio. E então, ele virou sua sombra, seu segredo, seu “pior” lado…

Quando você tem dúvidas sobre determinado assunto, você pesquisa sobre ele. Faz perguntas, questiona, busca meios de entendê-lo. E quanto mais pesquisa e compreende, mais o assunto é esclarecido. Vem à luz o conhecimento e a dúvida acaba. Correto?

A única forma de acabar com a escuridão é a luz.

Também é assim com o seu medo, a sua sombra.

Ele só vai perder o domínio sobre você quando você se sentar diante dele e encará-lo.

Quando fizer as perguntas certas, pesquisá-lo à fundo, enfrentá-lo e entender a função que ele tem na sua existência, e evolução.

Entender, sem julgamentos, sem preconceitos, vai te ensinar a lidar com ele. E, então, você retoma o que lhe é de direito: o controle da sua vida.

Ser corajoso não é não ter medo de nada.

Ser corajoso é ser maior do que os seus medos, enfrentá-los e domina-los.

E não precisa fazer isso sozinho. Nem precisa e nem deve.

Escolha uma pessoa capacitada, de confiança.

Um psicologo, líder espiritual, um grande amigo… Se abra. Encontre, junto com ela um modo de enfrentar, entender e lidar com este medo.

Não se assuste: todos temos medos, segredos, sombras. Ninguém é superior a você.

O que diferencia as pessoas é a forma com que elas lidam com esses medos.

Ninguém nasceu para vier nas sombras. Ninguém nasceu para ser dominado pelo medo.

Estamos aqui para aprender, melhorar, evoluir e, principalmente, amar e ser feliz.

E este amor deve começar por nós mesmos.

Venha para o lado da LUZ!E aprenda a se livrar dessas sombras que te geram medo!

Afinal, você tem medo de quê?

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Kássia Luana
escritora, promotora de vendas e divulgadora Seicho No Ie (SNI). Apaixonada pela vida, acredito na auto cura, na gratidão e amor ao próximo.