O medo do fracasso nunca será maior do que a dor do arrependimento!

Se você ficar aí parado e não fizer nada, a dor do arrependimento será a mesma!

Devemos vencer a nos mesmos e restaurar/transformar, as nossas relações sociais!

Aprender que o que não é correto não deve ser ouvido, o que não for correto não se deve dizer, e o que não for correto não se deve fazer, como ensinou o filósofo e pensador Confúcio há séculos atrás é se dar o direito de progredir!

O confucionismo marcou por milhares de anos a sociedade chinesa e foi combatido durante a revolução industrial no país!

Recentemente foi liberado a sua prática!

“O homem virtuoso não deixa de praticar o bem em nenhuma circunstância. Ele é virtuoso quando tudo o favorece, e o é também quando tudo lhe é obstáculo!”

Aproveite o seu tempo de vida para exercitar as suas virtudes!

É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe! Mas o medo do fracasso faz com que muitas pessoas regridem ao invés de evoluir.

E o tempo passa, as coisas se atropelam, a vida fica para depois, mas o arrependimento é a moeda que se recebe como pagamento para as ações paralisadas.

Não devemos deixar o tempo passar como se tempo tivéssemos!

Não sabemos se o amanhã existirá de fato, mas vivemos na certeza de que teremos tempo para realizar o que a nossa consciência medrosa não realiza!

Façamos assim:

Realizemos o que de fato viemos realizar. Atentemos para o serviço que devemos fazer, e nos voltemos para o bem que ainda podemos causar nos outros.

Tudo que for mal deve ser descartado. Todas as sombras que carregamos devem ser iluminadas, e nunca conseguiremos iluminar nada, se continuarmos com medo de agir e fracassar!

Sejamos senhores dos nossos destinos!

LEIA TAMBÉM: Quem faz o bem, vira e mexe experimenta esse sentimento divino que é se sentir feliz!

Aprendamos a viver segundo as leis de Deus, e caminhemos com passos firmes rumo ao bem que existe em tudo. Sem nos paralisar frente aos obstáculos que surgem pelo caminho, mas nos fortalecendo diante das batalhas da vida.

O fracasso é um grande auxiliador da crescimento humano. Sem ele não aprenderíamos o que não se deve fazer, e como não devemos fazer. Glorificamos os erros sem arrependimentos, porém, com total noção de não os devemos cometer novamente.

Com o aprendizado adquirido poderemos agir de forma eficaz ao encontro do bem que queremos para nós e para os outros.

Estejamos inteiros na vida, com nossas características ainda um tanto quanto sombrias, mas as elevando a patamares mais lúcidos! Onde poderemos beber da fonte de energia vital que nos tornará íntegros.

Ser íntegro nos ajudará a não temer o fracasso, e a conquistar cumes nunca antes conquistados.

Aprenda a viver as dores e as delícias e a fluir com a vida sem nada temer.

Confiando em dias melhores, com fé de que nada acontece por acaso, de que tudo que nos rodeia faz parte dos planos desconhecidos de Deus para a nossa vida.

Muitos me perguntam se sou cristã, se tenho religião, porque falo muito de fé e pronuncio muito a importância de Deus em nossas vidas.

A minha confiança é maior do que os dogmas e por isso, me destituo de qualquer rótulo. Porém, sempre mencionarei a importância de se viver a vida nos abastecendo do combustível divino. Deus é a ideia, a chave, somos nós!

Não viva como se morto estivesse. O arrependimento nos mata aos poucos, e quando nos percebemos mortos em vida, é extremamente difícil recuperar o tempo perdido, mas não é impossível!

Decida começar a viver sem arrependimentos! Livre-se do medo do fracasso que te impede de caminhar em direção ao que te fará feliz!

Texto: Iara Fonseca
Imagem: Son Lorcan Grown Up

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, palestrante, produtora e editora de conteúdo do Resiliência Humana e do Seu Amigo Guru. Seu interior é intenso, sempre foi! Transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhores, para nós, e para o outro!