Chefe da Cruz Vermelha pede luta contra ‘notícias falsas’ sobre as vacinas.

O chefe da maior rede humanitária do mundo está pedindo aos governos e instituições que combatam as “notícias falsas” sobre as vacinas do COVID-19, que segundo ele, se tornaram “uma segunda pandemia”, e comecem a construir confiança nas comunidades em todo o mundo sobre a importância de vacinar as pessoas.

Francesco Rocca, presidente da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, disse em um briefing virtual para a Associação de Correspondentes da ONU que “para vencer esta pandemia, também temos que derrotar a pandemia paralela da desconfiança”.

Ele disse que há “uma hesitação crescente sobre as vacinas em geral, e sobre uma vacina COVID em particular” em todo o mundo, apontando para um estudo recente da Universidade Johns Hopkins em 67 países que descobriu que a aceitação da vacina diminuiu significativamente na maioria dos países de julho a outubro do ano passado.

Em um quarto dos países, disse Rocca, o estudo descobriu que a taxa de aceitação de uma vacina contra o coronavírus estava próxima ou abaixo de 50%, com o Japão caindo de 70% para 50% de aceitação e a França caindo de 51% para 38% de aceitação.

noticias-falsas-sobre-as-vacinas-sao-uma-segunda-pandemia-diz-chefe-da-cruz-vermelha1

Ele ressaltou que a falta de confiança “não é de forma alguma um fenômeno ocidental”, citando pesquisas da federação nos últimos meses em oito países africanos – Congo, Camarões, Gabão, Zimbábue, Serra Leoa, Ruanda, Lesoto e Quênia – que mostraram um declínio constante nas percepções do risco de infecção por COVID-19.

Um número crescente de pessoas indicou que o vírus não afeta jovens ou africanos, que a doença não existe, mas existiu e que a pandemia acabou, disse ele.

“Em vários países africanos, vimos um ceticismo comum em relação às vacinas em geral, com uma crença comum de que os estrangeiros usam a África como um ‘campo de teste’ médico.”

Surpreendentemente, disse Rocca, alguns grupos tipicamente vulneráveis ​​e marginalizados nem mesmo estão cientes da pandemia, apontando para uma pesquisa da federação no Paquistão que revelou que 10% dos entrevistados não sabiam sobre o COVID-19.

É mesmo inacreditável que exista tanta ignorância e desconfiança entorno do assunto, não acham?

*com informações USnews

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Seu Amigo Guru
Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!