Ninguém precisa gostar de mim. Aliás, eu não preciso ficar fabricando simpatia com quem prefere que eu tombe.
Tenho mais o que fazer.

Tem gente que não me conhece e não me gosta. Eu não estou nem aí.

Eu já incomodei muita gente sem ter feito esforço pra isso.

O meu coração se alarga quando sinto o sincero.

Quanto aos que jogam contra, fiquem à vontade.

Não preciso dessas pessoas para sobreviver.

Cada dia gosto mais de mim, porque parei de ficar preocupada com o que pensam ao meu respeito.

Viver em paz já faz muita diferença.

Ninguém precisa gostar de mim, não é uma obrigação, mas também não sou obrigada a ficar sendo agradável para que passem a gostar.

Já vi muita cobra criada, lágrima de crocodilo, sorriso amarelado, gente confortável em falar pelas costas e depois chegar de mansinho como se nada tivesse acontecido.

Não gosta, o problema não é meu. O santo não bate e está tudo bem. Cada um que siga o seu caminho.

A minha vida já dá trabalho para cuidar e eu estou bem na minha. Estou protegida, amparada, guiada pela luz, benzida pelo altíssimo.

Se não me conhece não comente sobre mim.

Se não gosta é só me esquecer. Quem sabe a vida fica melhor.

Estou sem tempo pra energia ruim.

Não ligo mais para fococa, para gente com tempo de fazer o mal, deixo o mal com quem o comete, aqui, só tem espaço para o bem e, vou seguir a minha vida fazendo o bem para mim, podem continuar me julgando, eu não ligo.

Se cuidar de mim te incomoda a ponto de te incomodar, eu só te digo uma coisa: Você não precisa gostar de mim. Vá ser feliz a sua maneira. E me deixa ser feliz aqui, na minha, sem neuras, sem estresse. Eu bloqueio a sua energia ruim.

*DA REDAÇÃO SAG. Foto de Vinicius Wiesehofer no Unsplash.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Sou Paulista, descendente de Italianos. Libriana. Escritora. Cantora. Debruço-me sobre as palavras. Elas causam um efeito devastador em mim. Trazem-me â tona. Fazem-me enxergar a vida por outro prisma. Meu primeiro Livro foi lançado em Fevereiro de 2016. Amor Essência e Seus Encontros pela Editora Penalux. O prefácio foi escrito pelo Poeta e Jornalista Fernando Coelho. A orelha escrita pelo Poeta e jornalista Ivan de Almeida. O básico do viver está no simples que habita em mim.