Não importa o quanto ele ame, se não me respeita, não funciona.

Por: Sara Espejo

Certamente alguns podem dizer que sem respeito não há amor, no entanto, aqui nós englobamos o amor verdadeiro e incondicional e todas as formas que se assemelham ou, pelo menos, quem sente isso, assumem isso como tal.

O ponto central desse artigo será o respeito, esse é o pilar fundamental de um relacionamento, sem que qualquer elo dessa relação se torne uma fonte inesgotável de dor.

Quando não há respeito pela outra pessoa com quem temos um relacionamento, é sinal que também não estamos nos respeitando.

De fato, e embora seja difícil para nós digerir isso, as pessoas que compõem os casais em que o respeito é perdido, têm muitos problemas para resolver.

A falta de respeito dependerá dos acordos do casal, no entanto, há alguns que mais podem acrescentar à lista em que classificam uma amostra de desrespeito:

1-Agredir fisicamente ou emocionalmente o outro

2-Ridicularizar o parceiro sozinho ou na frente de terceiros.

3-Desconsiderar seus sonhos, projetos, atividades, etc.

4-Fazê-lo sentir-se incapaz de algum trabalho.

5-Mentir ou convenientemente gerenciar informações.

6-Subestimar a inteligência do parceiro, assumindo que o engano é convincente.

7-Tirar sarro de uma nova oportunidade recebida, repetindo as mesmas ações.

8-Querer controlar as ações do outro.

9-Não dar ao outro a liberdade de reconstruir sua vida.

10-Limitar os relacionamentos normais e inofensivos do outro.

11-Invadir os espaços do outro.

12-Ignorar as necessidades do outro.

13-Evitar a resolução de conflitos, permitindo que eles piorem gradualmente.

14-Aproveitar do amor e da paciência do outro.

Essa lista pode ser facilmente estendida, especialmente quando todos vêem através de seus olhos uma realidade particular.

Em todo caso, devemos lembrar: por que queremos estar em um relacionamento emocional?

Quando o que nos motiva e as nossas justificativas são esquecidas, podemos estar imersos em uma dinâmica prejudicial, sem um propósito real ou com um prognóstico que pode diferir consideravelmente, do que poderia ter nos levado a estabelecer um relacionamento.

Podemos nos acostumar com muitas coisas, incluindo um relacionamento tempestuoso, mas devemos lembrar que não somos uma árvore, não estamos impossibilitados de partir, pelo contrário, temos a capacidade de melhorar, de estabelecer limites, mesmo que tardiamente.

Temos a liberdade de sair se não nos satisfazem, e a possibilidade de fazer uma versão de nós ainda melhor,que não tem nada a ver com o que podemos viver em um relacionamento onde o respeito é muitas vezes ausente.

A vida é curta para investir em relacionamentos onde o respeito não existe.

*Via Rincon del Tibet. Tradução e adaptação REDAÇÃO Seu Amigo Guru.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Seu Amigo Guru
Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!