Não dramatize sua vida. Todas as batalhas são pequenas diante da força que obtemos de Deus quando temos iniciativa para vencê-las!

Não caia e fique no chão ao primeiro obstáculo. Sacode a poeira e levanta, mas não corra além do possível pro teu próprio passo.

Seja resiliente e totalmente confiante na capacidade de mudança. Tenha esperança.

Zona de conforto nem sempre é pra todos, tenha essa verdade na sua vida.

Terão dias em que teremos que correr atrás e haverá outros dias em que a tranquilidade e felicidade serão plenas.

Um dia triste, outro alegria.

Por isso é essencial ter iniciativa.

Viver é um jogo, um vai-e-vem, uma montanha-russa.

Temos armas e temos escudos para cada ocasião. Basta saber onde estão e saber usa-los bem.

A maior força está no coração. A melhor defesa também.

Cultive a fé diante dos problemas, mostre força diante das mudanças, lute a batalha de hoje, encare as guerras da semana.

E mesmo se não as tiver vencido, fique feliz por ter ao menos tentado.

A primeira coisa a ser derrotada é a preguiça da mente.

Urgente. Mude o pensamento, é o que de mais forte nós temos.

Mente, corpo e coração trabalhando juntos se tornam invencíveis, imbatíveis, união.

E só precisamos de um bom motivo para uni-los.

Acredite: Todas as batalhas são pequenas diante da força que obtemos de Deus quando temos iniciativa para vencê-las!

Não acredite em acasos ou sortes, acredite no seu potencial, na sua força e na sua fé.

Confie no poder de transformação com que Deus presenteia todos aqueles que fazem por merecer.

Experimente a incrível experiência que é acreditar em você.

Queira mais, queira o que ainda não veio, queira o que ainda não tem.

Se permita correr atrás.

Inove, ouse, atreva-se! Desengaiole-se!

Vem!

O que você permite hoje é o que vai sempre continuar. Então seja tudo o que você for capaz de ser.

Seja tudo o que você for capaz de se tornar.

Acredite, olhe o céu, deseje e sorria. E se você tivesse asas, para onde voaria?

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Cleonio Dourado
Escrever é uma fuga que sempre uso. Não tenho temas. Não tenho destinos. Alguns devaneios e desatinos, quem sabe. Solto as palavras ao vento. Viajo ao vê-las viajando pelo ar. Recolho as que voltam nos relentos das manhãs e me lavo em seus afagos. Eu me aguo, renasço. Palavras me acariciam a alma, despertam-me sentimentos, paz, calma. Leio, releio, rascunho e escrevo. Faço dos textos da minha lida, as estrelinhas da minha vida