“Mulheres trans são mulheres”, diz Pedro Almodóvar para feministas.

Pedro Almodóvar criticou o movimento feminista que exclui mulheres trans.

“Me parece terrível que uma parte do feminismo não aceite mulheres trans”, é o que defendeu o aclamado diretor de cinema antes de lançar “Mulheres Paralelas”, um filme que inclui o coletivo trans.

Pedro Almodóvar é um dos diretores de língua espanhola mais aclamados da história, e seu legado de filmes e sua seleção de atores marcaram o que alguns chamam do “Quentin Tarantino” espanhol. No entanto, o diretor não só tem o que dizer através do cinema, mas também se caracteriza por ser um homem de muitas opiniões.

Nesse sentido, quis referir-se a vários temas que aborda no seu último filme “Mujeres paralelas”, uma produção que contará uma história de mulher, mas que se aprofundará em temas como, diferentes modelos de família, LGTBI + e o que ele chama de coletivo trans..

Por meio de uma entrevista para o info Libre, o diretor vencedor do Oscar não se intimidou com perguntas sobre a comunidade LGTBI + e deu todo o seu apoio para deixar de lado a discriminação, especialmente contra mulheres trans.

Questionado sobre a elevada discriminação que existe atualmente, Pedro Almodóvar respondeu: “Para mim é mais do que uma desilusão. É uma realidade muito preocupante. Agora vejo mais ataques homofóbicos na rua do que nunca (…) Me horroriza e por isso acredito que a luta pelos direitos do LGTBIQ tem que ser constante. Acho que muito já foi conquistado, mas parece que, principalmente nos últimos tempos, está havendo uma espécie de retrocesso ”.

Nesse sentido, disse lamentar muito que um grupo de feministas exclua as mulheres transexuais deste movimento, pois há mulheres que dizem que trans não são mulheres:

“Isso me preocupa muito e me parece horrível, embora existam clássicos do feminismo defendendo essa postura de não aceitação das mulheres trans. Parece terrível para mim porque podemos chamar uma mulher trans de mulher trans, mas ela é uma mulher.” Pedro Almodóvar declarou à Info Libre -.

Continuando nessa linha, Pedro Almodóvar disse não concordar com a lei que só dá às pessoas transexuais o direito de mudar de sexo aos 16 anos:

“Você conhece o seu sexo desde os dois anos! Quando meninos e meninas se recusam a usar saias ou calças, algo está acontecendo”, disse ele, preocupado.

Embora ainda não se saiba qual será o papel do coletivo trans dentro das “Mulheres Paralelas”, Almodóvar tem certeza de que “há mais empregos que podem ser oferecidos a elas além da prostituição”.

almodovar
EFE

“Mulheres Paralelas” terá Penelope Cruz e Milena Smit como protagonistas deste novo filme de Almodóvar.

O que vocês pensam sobre isso?

*DA REDAÇÃO SAG.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!