Menina de 8 anos constrói parque na escola com dinheiro da venda de pulseiras

Ana pode ter apenas 8 anos, mas já sabe o que fazer para conseguir o que quer. Melhor, já trabalha para ajudar não só a ela, mas também os outros.

Ela teve a ideia de fazer pulseiras e passou a vender suas produções de miçanga para arrecadar dinheiro porque queria construir um parque na escola onde estuda.

PULSEIRAS-PARQUE
— Foto: Elvis Costa

Ele teve uma visão emprrendedora e agora se tornou uma referência para as outras crianças.

A atitude da Ana Laura, de não esperar pelo poder público, surpreendeu!

O fato aconteceu em Loanda, no Paraná, onde ela vive e empresários resolveram ajudar com os materiais das pulseiras. Ana também ganhou os assentos para o balanço que foi colocado no parque que ela idealizou.

E não demorou para a menina arrecadar o valor e realizar seu sonho do parquinho, com a ajuda também da família e amigos. “Juntando os itens e a força dos voluntários, em agosto, começamos a construção. Hoje, o parquinho está pronto e ficamos muito felizes com a ação”, comemorou Amanda, mãe da Ana Laura.

O exemplo vem de casa

A menina aprendeu com os pais que é preciso doar amor ao próximo. E foi motivada por essa lição que a menina decidiu que venderia pulseiras de miçanga para construir um parque na escola.

“Sempre falamos para ela e para os irmãos dela que é preciso compartilhar amor com pessoas com quem vivemos para termos o retorno de algo bom em nossas vidas”, disse Amanda Pettenuci.

Ajudar para ser ajudada

Ana chegou com a ideia de ter um parque na escola durante um almoço com a família.

A mãe, que foi pega de surpresa, disse que não esperava uma atitude tão nobre da filha, mas as justificativas da garotinha a convenceram de abraçar também o projeto.

“Fiquei surpresa com a ideia dela. Em um certo momento eu não estava acreditando que daria certo, mas ela foi persistente e justificou os motivos de como pretendia realizar o sonho de várias crianças”, lembrou a mãe.

Apesar da pouca idade, Ana Laura enxergou uma oportunidade para ir além do tempo. Sempre muito vaidosa, ela confecciona acessórios para o uso pessoal. A ideia de arrecadar dinheiro partiu deste ponto.

“Ela me chamou e perguntou: ‘mãe, já sei, você pode me ajudar a fazer pulseiras e acessórios de miçangas?’. Eu disse que poderia ajudar, já que ela tinha um objetivo”, completa a mãe.

A vontade de realizar e transformar a realidade

O espaço, que estava vazio, ganhou forma com os novos brinquedos que garantem a diversão de centenas de crianças.

Na escola, foram instalados três balanços e duas gangorras.

“Sempre falei para a Ana Laura que para transformarmos o mundo para melhor, só precisamos ter a iniciativa sem esperar nada em troca”, relembra a mãe.

A ideia da menina, de vender pulseiras para arrecadar fundos e ter o tão sonhado parque na escola, também motivou os diretores da instituição. Eles começaram a traçar novos planos para o espaço.

O próximo passo será expandir o parque, construir novos brinquedos e deixar o local bem mais confortável e acessível para os alunos.

“O olhar dela incentivou a ampliar o espaço lúdico dos mais de 320 alunos que nós atendemos na escola. Isso mostra a expertise e a preocupação com o próximo. Agora, vamos construir novos brinquedos para os alunos”, finalizou a diretora da escola, Michely Colnago.

menina-de-8-anos-constroi-parque-na-escola-com-dinheiro-da-venda-de-pulseirasCom o parque finalizado, ela comemorou com todos os envolvidos— Foto: Elvis Costa

*DA REDAÇÃO SAG. Com informações de JDV

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!