Medicamento evita que a diabetes na visão evolua para cegueira e estará disponível para pacientes diagnosticados com Edema Macular Diabético(EMD) em aproximadamente 5 meses.

Esse edema é uma das principais causas de perda da visão em pessoas com diabetes tipo 1 e 2, por conta disso, o o Ministério da Saúde aprovou a inclusão do Aflibercepte no Sistema Único de Saúde(SUS), uma injeção que é aplicada no olho para bloquear a proliferação dos vasos sanguíneos da retina, que levam ao agravamento da doença.

APROVAÇÃO

No 5 de novembro de 2019 o medicamento foi no Diário Oficial da União (DOU), mas só estará disponível à população em 180 dias, a partir dessa data.

COMO A CEGUEIRA EVOLUI NOS DIABÉTICOS

Geralmente a cegueira atinge aqueles que não tratam corretamente a doença. De acordo com informações do Ministérios da Saúde, o edema macular diabético (EMD) é consequência da retinopatia diabética (RD), e atinge a região da mácula, parte do olho responsável por levar a imagem ao cérebro.

Para esses casos não existe cura, no entanto o tratamento era feito levando em conta os fatores de risco para o aparecimento e agravamento da doença e no tratamento cirúrgico das lesões que indicam evolução para a perda visual.

O Aflibercepte

O medicamento será receitado para pessoas que indiquem sintomas da doença como: deformidade de imagens, sensibilidade ao contraste, fotofobia, mudança na visualização das cores e alterações no campo de visão.

Se não diagnosticado em tempo, o edema macular se desenvolve e a perda dos fluidos da mácula, responsáveis por levar a imagem ao cérebro, podem ser irreversíveis, ocasionando a cegueira.

CONTROLE DA DIABETES

Quem tem diabetes deve seguir a risca as recomendações médicas, com uma dieta adequada, uso de hipoglicemiantes, insulina ou com uma combinação destes tratamentos, que prescritos pelo endocrinologista, são a principal forma de evitar a retinopatia diabética.

CRESCIMENTO DA DIABETES NO BRASIL

O número de brasileiros com diagnóstico médico de diabetes cresceu 40% entre 2006 e 2018, passando de 5,5% para 7,7% da população das capitais brasileiras.

O aumento é maior entre os homens (54,3%), na faixa etária de 55 a 64 anos (24,6%), de acordo com a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) 2018.

COMPLICAÇÕES DO DIABETES NA VISÃO

O diabetes, quando não tratado corretamente, pode evoluir para formas mais graves e apresentar diversas complicações, em diferentes membros do corpo. Os olhos são uma das partes que sofrem as consequências quando não há o devido controle da doença. Entre os problemas decorrentes estão o glaucoma, a catarata e a retinopatia diabética, termo genérico que designa todos os problemas de retina causados pelo diabetes, entre eles o edema macular diabético.

IMPORTANTE

Caso você esteja percebendo que sua visão está ficando borrada, especialmente na parte central, procure um médico. O Edema começa silencioso sem que o paciente com diabetes o perceba, por isso é importante que se você tem diabetes passe constantemente por um oftalmologista, mesmo que não tenha sentido nenhum sintoma em sua visão!

*Com informações do MINISTÉRIO DA SAÚDE
*Imagem de Capa: PIXABAY

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Seu Amigo Guru
Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!