A depressão vem derrubando como uma avalanche uma grande parte da população do mundo todo, inclusive os famosos e famosas, que vem deixando seus fãs preocupados e assustados.

Dessa vez, quem surpreendeu os fãs foi Ariana Grande ao falar abertamente em sua rede social e se auto declarar com depressão. A declaração veio através de uma citação de Jim Carrey no Instagram, que diz: “Depressão é o seu corpo dizendo: Eu não quero mais ser esse personagem. Eu não quero ficar nesse avatar que foi criado no mundo. É demais para mim. Você deveria pensar na palavra deprimido como descanso profundo. O seu corpo precisa ficar deprimido. Ele precisa descansar profundamente do personagem que você tem tentado interpretar”.

Em seu outro espaço, o preferido, para contato com os fãs, o Twitter, ela disse: “Eu me sinto vazia e gostaria de ter mais o que dizer/uma energia melhor para dar a vocês, mas eu não tenho nada. Amo vocês”.

Ainda sim, mesmo com o seu estado depressivo, Ariana vem mantendo seus shows e seus compromissos, provando que muitas vezes, a pessoa depressiva pode aparentar estar bem, cumprir suas obrigações com responsabilidade, mas no fundo, estar em pedaços.

Mas mesmo ela, uma famosa artista, não esperava o que estava por vir, Jim Carrey respondeu à sua declaração com muito carinho e com um tom de incentivo: “Eu li o que você escreveu sobre mim e sobre o que eu disse sobre depressão. Admiro sua abertura. Desejo liberdade e paz a você. Me sinto abençoado por ter uma admiradora tão talentosa”, aconselhou ele.

Muito emocionado, o ator lembrou os fãs que a depressão é também um estado de “exaustão espiritual”, e que não há problema em se sentir exausto, o problema maior é não buscar ajuda para se recompor e se reconectar.

Ele compartilhou um texto de Jeff Foster onde ele incentiva às pessoas a se tratarem: “Não há vergonha na sua exaustão”.

Buscando ajuda

Por mais que falemos abertamente sobre essa doença, e que muitos famosos tenham divulgado seus estados emocionais abertamente, muitas pessoas ainda enfrentam um preconceito doloroso quando decidem assumir o estado depressivo publicamente.

A falta de informação sobre os sintomas e o tratamento ideal, faz com que muitas pessoas escondam o que sentem, atitude que acaba por levar a pessoa deprimida para um estado de isolamento, e consequentemente, passam a viver um exílio íntimo, onde as tristezas são mascaradas, até o ponto em que não se aguente mais a pressão, a máscara cai por terra, e a força da doença arrebata o corpo.

Quando isso acontece, a pessoa já não tem mai controle sobre o seu estado emocional, e não vai importar, nem adiantar as pessoas falarem ou fazerem nada, a única solução será parar, e olhar para as emoções de frente. E isso exige coragem e comprometimento consigo mesmo.

O grande conselho, e o melhor de todos é: Não guarde tudo para si mesmo! Viva um dia de cada vez e busque entender as suas emoções, os seus traumas… Busque harmonizar os seus relacionamentos em família e principalmente:

Aceite as pessoas como elas são, não queira mudar ninguém, e aceite você, como você é, busque melhor aquilo que ainda está obscuro, mas mude você, não tente mudar o outro. Porque muitas pessoas sofrem por quererem controlar tudo, e por não verem as coisas acontecendo como querem.

Tenham em mente que as coisas não sairão como planejado, na maioria das vezes, e está tudo bem!

Confie na providencia divina, se fortaleça, tenha confiança em você e na vida. Não precisa necessariamente acreditar em Deus, mas precisa ter esperança, se untar da alegria de estar vivo, e acessar a fé que existe dentro de cada um de nós. Acreditar é o foco inicial para uma recuperação efetiva.

Muitas pessoas não conseguem se recuperar de uma depressão devastadora, justamente porque não conseguem acreditar em mais nada, e a falta de esperança e fé, levam as pessoas a tal “exaustão espiritual” que sabiamente Jim Carrey pontuou.

E lembrem-se, não brinquem com essa doença, ela é muito séria, pode devastar seu equilíbrio mental e espiritual em pouco tempo, e para quem não sabe, existem pessoas esperando a sua ligação, todos os dias, em vários centros de apoio gratuitos como o “Centro de Valorização da Vida”, no “ADDS” (Apoio ao Diagnóstico de Depressão e na Definição de Risco de Suicídio) e “ASSIM” (Associação Instituto Movimento).

Para quem precisa se informar mais sobre a doença podem recorrer ao Facebok ou Instgram, ambos possuem grupos e páginas destinadas a ajudar pessoas com depressão e ansiedade, basta digitar as palavras no buscados e encontrará a frase título: “Se você acha que depressão é frescura, quem precisa de tratamento é você”.

Busque ajuda, a sua vida é muito importante, não só para você que é o maior interessado nela, mas para muitas pessoas que te amam ou que necessitam do serviço que você veio prestar no mundo.

Se você sente que a sua vida não vale nada, essa é só mais uma brincadeira perigosa da sua mente, agindo contra você. Procure ajuda para aprender a transformar suas emoções e seus pensamentos, porque eles estão doentes, e existe sim, cura para eles.

Você, na verdade, é muito especial, as pessoas que enfrentam a depressão geralmente são, pessoas sensíveis e amorosas, mas que ainda não aprenderam a lidar com a pressão do dia a dia, com perdas, problemas, família, entre outras questões que a vida impõe, são frágeis mesmo aparentando uma força extrema, e precisam aprender a fortalecer a sua alma.

E só conseguimos fortalecer a alma de alguém, se esse alguém, se permitir encarar seus demônios internos de frente, reconhecer os erros, ou seja, onde está errando e decidir transformar, mudar tudo que incomoda, inclusive as suas próprias atitudes frente aos problemas.

A pessoa depressiva precisa aprender: a ser resiliente, resignado, confiante, otimista, a perdoar, a não culpar a si nem os outros, a aceitar e entender as diferenças, a se conectar com o seu corpo e com a sua mente, e para isso, caminhadas diárias ou pelo menos duas vezes por semana em meio a natureza, ajudam como um milagroso remédio natural.

Indico que a pessoa faça peregrinações ou vivencias de autoconhecimento, regressão, constelação familiar, terapia, yoga, meditação, afirmações positivas diárias…

Esses são só alguns tipos de atividades que podem contribuir e muito para a mudança de estado emocional.

Ah, tome chá de alecrim diariamente, como se toma água. Dependendo do quão grande é a sua tristeza no momento, tome gelado, pelo menos 1 litro por dia, em pequenas doses, essa é a erva da felicidade. Até manter um raminho perto e sentir o seu cheiro durante o dia, já ajuda muito.

Colocar um raminho na fronha do travesseiro também ajuda a dormir com pensamentos mais otimistas.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, educadora social, fundadora e editora de conteúdo do Rede de Ideias: PRODUÇÃO DE CONTEÚDO. Seu interior é intenso, sempre foi, transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhor, para si mesmo, e para o outro!