Após denúncia anônima, a Polícia Militar foi até o local e encontrou uma plantação de Maconha nos fundos da Igreja. Pai e filho se apresentavam como pastores.

Por IF/Redação Seu Amigo Guru

Manuel Batista da Silva, 47, e Lucas Batista da Silva, 23, foram presos e declararam terem recebido uma intuição divina que os mandou agir dessa forma, servindo maconha até em refeições preparadas por eles para seus fiéis.


Foto: Reprodução/ALTV

De acordo com a polícia, os mesmos distribuíam a erva para as pessoas para que elas a utilizassem como chá.

No local foram recolhidos mais de 15 kg da planta já pronta para uso. Para não serem descobertos eles plantavam sempre ao lado do pé de maconha macaxeira ou mandioca que possuem as folhagens parecidas para confundir o sobrevoo de helicópteros da polícia.


Foto: Reprodução/ALTV

A Igreja era chamada de “Igreja dos Humildes”, em declaração ao jornal local, Lucas explicou que eles “fumam” antes e depois da oração, e que aquele é um templo sagrado!

A polícia também descobriu que a construção estava irregular e que possivelmente se tratava de uma invasão de área pública, perguntada sobre possíveis punições, o policial respondeu que seria apenas a demolição do espaço.

Cícero Barbosa, um dos seguidores da Igreja, juntamente com outros integrantes, se reuniram na frente do espaço enquanto os policiais faziam as averiguações e preparam uma refeição a base de maconha para que todos pudessem experimentar.

“Aqui a gente come no feijão, no arroz, fuma também, e graças a Deus eu nunca tive nada, nem uma dor de cabeça eu tenho!”, declarou Barbosa ao AL TV.

A polícia informou que não poderia prender esse homem que preparava a refeição porque a quantidade usada não configurava trafico.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Seu Amigo Guru
Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!