Golfinhos têm personalidade semelhante a dos humanos, conclui estudo

Se você já olhou para o rosto de um golfinho e sentiu por um segundo que eles sabiam quem você era, é porque eles são naturalmente curiosos e sociáveis ​​de uma maneira semelhante a nós, humanos.

Em um estudo de psicologia da personalidade, descobriu-se que os golfinhos-nariz-de-garrafa têm características semelhantes tanto aos primatas quanto aos humanos (assim como alguns outros que parecem ser próprios), lançando uma nova luz sobre as pressões evolutivas que desenvolvem a personalidade.

Quando não se refere a grandes mamíferos africanos, o ‘Big 5’ se refere a traços de personalidade gerais que tendem a ser compartilhados pela maioria dos animais inteligentes e são definidos como abertura, consciência, neuroticismo, extroversão e simpatia.

O Big 5 foi estudado em chimpanzés, ratos e agora em golfinhos – e todas as criaturas na Terra apresentam algumas variações dessas características – com alguns tendo versões mais demonstrativas do que outros.

No recente estudo com golfinhos, publicado no Journal of Comparative Psychology, os pesquisadores observaram 134 golfinhos diferentes em oito instalações diferentes no mundo. A personalidade foi medida em 49 golfinhos usando um questionário de 42 itens e em 85 golfinhos usando uma versão do questionário que incluía sete itens adicionais.

Quatro traços de personalidade foram determinados pelos questionários, três dos quais são típicos de primatas humanos e não humanos: eles são de alta abertura (amplamente definida como criatividade ou curiosidade), baixa agradabilidade (uma falta de priorizar a felicidade dos outros sobre a sua) e alta extroversão (sociabilidade).

Traços como esse são frequentemente discutidos em psicologia clínica. Psicólogos da personalidade como Jordan Peterson notariam que a baixa agradabilidade, encontrada nos golfinhos, por exemplo, é típica em pessoas que pedem grandes aumentos no trabalho, enquanto alguém com alta agradabilidade muitas vezes tem dificuldade em escalar escadas corporativas.

O quarto, que os cientistas descreveram como “direcionamento”, era exclusivo dos golfinhos e parecia ser uma mistura de alta consciência, uma característica que tende a ser alta em pessoas como empresários e baixo neuroticismo.

Por último, ao contrário de outros primatas, mas bem como os humanos, os golfinhos não tinham um domínio de dominação forte.

Os pesquisadores não têm certeza de por que os 5 grandes evoluíram, e estender seu campo de estudo para mais e mais animais ajudará os psicólogos evolucionistas a determinar o quanto esses traços evoluíram no passado.

Os golfinhos divergiram de outros mamíferos há 95 milhões de anos, o que permite que os psicólogos evolucionistas localizem a aplicação de 5 grandes personalidades pelo menos até aquele ponto. Eles agora também sabem que a evolução dessas características pode ocorrer apesar das grandes diferenças no ambiente, como viver na terra ou na água, e na organização social.

*DA REDAÇÃO SAG. Com informações GN

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Seu Amigo Guru
Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!