Quem pensa que a pessoa que vive feliz possui sorte está completamente engando! Ela simplesmente escolhe acordar com gratidão, e ESSA ESCOLHA DEFINE A SUA SORTE.

Diariamente decide viver uma vida feliz e se move para isso.

Busca essa felicidade todos os dias, e geralmente, costuma fazer boas escolhas que a ajudam a atingir essa tal felicidade.

Quem vive uma vida pautada na felicidade, nem cogita a hipótese de prejudicar alguém para tentar atingir os seus objetivos, pelo contrario, só o pensamento em fazer o mal já desestabiliza a felicidade de quem realmente se sente feliz de verdade.

Quem se sente feliz de verdade consegue espalhar essa felicidade de maneira generosa na vida de quem possui a oportunidade de conviver e dividir o mesmo espaço que o dela.

Mesmo que a convivência seja difícil. Não fere, nem prejudica, muito menos maldiz ou desmerece o outro, contrariando as expectativas daqueles que esperam pouco dela e daqueles que se julgam superiores. Quando sofre, queima sozinha, porém, renasce das cinzas.

Hoje eu me inspirei nela, ou ela me inspirou, Bruna Lombardi é um ótimo exemplo de alguém que ilumina e consegue viver a glória da felicidade a mais de 60 anos, sem que criar indisposição ou passar a perna em ninguém. As suas boas escolhas determinaram o seu caminho, irradiaram e irradiam luz a quem se aproxima.

Ela encanta a cada palavra que escreve e conseguiu alinhar a sua energia de tal forma, que a sua beleza interior, perpetua a sua beleza exterior.

Aos 66 anos, tudo que nela é belo traduz na sua alma madura, que conquistou, ao trilhar um caminho pautado no bem, que só acrescenta, só ajuda!

Ela é atriz, poeta, escritora, apresentadora, roteirista, produtora de cinema, empreendedora e ativista ambiental. Jornalista de formação, antes mesmo de se jogar na carreira de atriz, sempre teve amor pela entrevista e por isso, entrevistou grandes noves do cinema internacional como Meryl Streep, Harrison Ford, além do famoso roteirista Francis Ford Coppola.

Lançou em agosto de 2018 uma antologia de suas poesias chamada “POESIAS REUNIDAS”, e o “CLÍMAX” com poemas inéditos. A pouco tempo surgiu com um portal interativo, o “REDE FELICIDADE“.

Para quem não sabe, hoje em dia, Bruna se dedica também a realizar palestras, e é apontada como referência no tema “Felicidade”.

Suas palestras em eventos e empresas partem de uma reflexão sobre as “nossas escolhas” e abordam de uma forma inspiradora, conteúdos relacionados à: empoderamento, qualidade de vida, atitude positiva, mindfulness, equilíbrio entre vida pessoal e profissional e autoconhecimento.

Uma das obras que foram responsáveis por ela ser, hoje, uma expertise em “felicidade” foi o filme ONDE ESTÁ A FELICIDADE?, que ela atou, dirigiu, produziu e roteirizou.

Esse filme foi um estudo longo e detalhado sobre o assunto, e toda a história fictícia se desenrola quando ela parte em uma busca pela felicidade e por se encontrar, e decide abandonar tudo para percorrer o caminho de Santiago de Compostela.

Bruna, estudou felicidade também em Harvard, e segundo ela, o curso denominado Happier (Mais Feliz), “teve o maior número de inscrições já recebidas na história da faculdade, e pela primeira vez, o assunto “felicidade” foi tratado seriamente, cientificamente, e de uma maneira completamente diferente, com um poder conclusivo sobre os estudos em neurociências”.

Pedro Bial a entrevistou em seu programa Conversa com Bial, onde ela afirmou ser fã do tempo, pois o tempo, para ela, é na verdade, uma coisa generosa, o grande mestre da vida da gente.

“O tempo ensina, o tempo resolve, se você tem um problema o tempo te dá soluções. Quando você dialoga com o universo, quando você busca um diálogo maior, além da sua pequena vida, ele se torna um grande aliado, sim. Porque é através dele que a gente aprende muita coisa”, explica.

Bial choveu elogios a ela ao dizer que ela parece ter firmado um acordo com o tempo. “Ela parece ter firmado um acordo com o tempo, que a faz permanecer assim, linda, por todo o tempo que o tempo dure!”, acrescentou ele.

A admiração por ela é unanime, mas a maioria das pessoas a admira pela sua beleza física e pela capacidade que ela teve de se manter bela até hoje, uma prova disso foi a indignação geral que uma foto posta por ela, de biquíni, causou, mas quando indagada sobre isso, ela simplifica ao dizer que, todos somos feitos de energia, e o natural, é que deixemos essa energia fluir.

“Quanto mais você flui, sem rigidez, mais interessante vai ser sua vida, e mais você pode fazer diferença na vida dos outros”, ensina.

A cada nova etapa de sua vida ela nos ensina algo novo, e acrescenta positividade, propaga fontes iluminadas e por si só, ilumina por onde passa, e repito, sem criar caso com ninguém. Talvez esse seja o seu segredo de felicidade.

Questionada sobre o seu trabalho com a internet, onde possui mais de 2 milhões de seguidores, e o tema que aborda, “felicidade”, ela afirmou nunca ter sofrido com o “ódio” destilado tão assiduamente nos meios digitais hoje em dia.

“O ódio faz parte da vida, mas o ódio, na verdade, é uma distorção do amor. A gente não nasceu para odiar, mas o ódio vem quando começamos a nos perder pelo caminho e a acumular dores, ressentimentos, inseguranças e uma série de mágoas, que na verdade são “más águas”, aquela água podre que fica parada dentro da gente, é daí que vem aquela mágoa. Amargura. O amor cura, amar cura, e não amargura.”, poetiza ela.

Ela é simplesmente sensacional! É uma prova de que para sermos felizes precisamos focar no bem, e querer o bem, para si, e também para todos!

Com as palavras ela vem operando maravilhas na vida dos seus seguidores, provocando sentimentos bons em todos que recebem o bem que ela irradia.

Bruna é casada a cerca de 40 anos com o lindíssimo Carlo Alberto Ricelli e revelou certa vez no programa do Porchat que mantém o clima com o marido quase instintivamente.

“Gostar da mesma pessoa é uma coisa louca, né? Isso aí ninguém sabe como pode funcionar, esse te$ão presente. É como uma autocombustão”, confessou.

Siga a Bruna Lombardi e busque a sua felicidade sem criar caso com ninguém, pelo contrário, contribua para que todos a sua volta sintam e usufruam do seu segredo de felicidade!

Porque ser feliz não é para poucos, é para todos que vivem suas vidas fazendo boas escolhas, sem prejudicar a ninguém. E não dura pouco, ela pode durar a vida toda, basta que consigamos nos manter conectados e nos deixemos fluir com ela.

Foto: Divulgação/Bruna Lombardi

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, educadora social, fundadora e editora de conteúdo do Rede de Ideias: PRODUÇÃO DE CONTEÚDO. Seu interior é intenso, sempre foi, transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhor, para si mesmo, e para o outro!