“A fé sem obras [ações] é morta” (Tg 2:17)

Ter fé sem nutrir a virtude é o mesmo que viver uma vida sem propósito. É o mesmo que dar com uma mão e retirar com a outra.

Nós, humanos, temos o dever de dar sentido a nossa própria vida, mas erramos quando nos apegamos a uma fé que não faz o menor sentido, que guerreia o tempo todo em nome de um Deus, que se assemelha ao homem e não a uma divindade repleta de amor e virtude.

Virtude sem conhecimento é ação inglória, é vaidade exposta para que nos aplaudam e nos afaguem o ego. A ação virtuosa, feita para angariar reconhecimentos públicos é a prova de uma espiritualidade desconectada e descomprometida com a palavra de Deus.

“Errais não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus” (Mt 22:29)

O conhecimento quando adquirido deve estar aliado as ações virtuosas e a fé verdadeira, é preciso que se busque o autoconhecimento para encontrar o domínio das próprias emoções, ou pelo menos, aprender a lidar com elas, caso contrário, o orgulho e a arrogância nos tomará por completo.

Após entendermos quem somos e nos colocar em ação devemos avaliar se estamos perseverando no bem, ou se estamos trabalhando apenas para benefício próprio, usando o nome de Deus para que aparentemos pessoas virtuosas e sábias.

Se falamos apenas da boca para fora, se nosso coração não sente o que é dito, vivemos uma espiritualidade imatura, frágil, que cai e demonstra uma fé inconsistente ao primeiro sinal de contrariedade.

Quando nossos desejos e vontades estão atrelados aos desejos e vontades de Deus, tudo acontece naturalmente.

Não há necessidade de pedir, se humilhar, orar por misericórdia divina. O que tem que ser, dentro dos desígnios de Deus, acontecerá, queira a gente ou não. Faz parte do aprendizado que nos comprometemos. Aprendamos pois sem nos lamentar!

Se perseveremos na palavra, temos virtudes, fé e conhecimento, mas não sentimos piedade, nossa vida revela uma rigidez incompatível com o amor que Jesus nos veio ensinar.

Um espiritualidade rígida não frutifica. Seca, e evapora nos corações daqueles que percebem a falta de piedade na fala daquele que se exalta. Justamente porque lhe falta doçura, e seu olhar transparece sua amargura.

Só depois que desenvolvemos a piedade em nós, é que poderemos nos olhar como irmãos, mas piedade sem fraternidade é mera tristeza empática, precisamos agir em prol do outro, dentro das nossas possibilidades reais, diante daquilo que é possível fazer por ele.

Sem a ideia de solidariedade, de irmandade, e fraternidade, caímos no vazio, na palavra rasa, no individualismo da religiosidade mesquinha, na arbitrariedade da fé desconectada da verdade.

Para tudo isso, é necessário que se tenha amor, sem amor, nenhuma virtude, nem toda a fé que te invade a alma, nem todo o conhecimento que possui, nada que fizer e mesmo que perseverar bravamente e a piedade nascer em seu íntimo, mesmo que você já tenha se dado conta da necessidade de ser solidário, sem amor, nada disse se torna sincero.

O amor é fonte inesgotável onde devemos beber diariamente, é essa fonte que nos salvará da angustia, da mágoa, da falta de perdão, e de todos os sofrimentos que nos consomem os dias!

Ame mais, fale menos! Demonstre seu amor se colocando em seu lugar no mundo! Seja grato, humilde, confiante, e se entregue as vontades da criação, mais ativo, contribuindo para a evolução do homem e do mundo!

Persevere no bem!

Tenha piedade!

Se alimente da fé proativa!

Beba do conhecimento iluminado e pare urgentemente de disseminar a discórdia e o separatismo.

O momento pede união, e sempre nos foi pedido isso por Deus. Mas agora estamos sendo forçados a olhar para tudo com olhos de amor e esperança, caso contrário, seremos sugados pelo ralo que se assemelhe os nossos sentimentos mais íntimos.

É hora de mudanças significativas, e não há tempo para lamentações e discussões!

PRECISAMOS AGIR, POIS, UMA FÉ SEM AÇÃO, SEM OBRAS, É UMA FÉ MORTA!

Não deveis temer a morte, se mortos já estão!

A pessoa que permanecer na fé cega, que não racionaliza os fatos, que não percebe as ações infundadas e impiedosas de seus expoentes, se perderá em sofrimento interno invisível para todo sempre, ou até despertar para a verdade de tudo e reconhecer os seus erros!

Justiça será feita a quem plantar o bem! A quem se doar e oferecer o que puder!

Faça parte daqueles que já entenderam o poder da fraternidade e que desejam o bem para toda a humanidade, não apenas para si mesmo, seus fiéis, amigos, ou sua família!

Ame mais! Ame muito! Ame direito! Amor não é apego, nem gera preocupação! Aprenda a amar com Jesus! E viva uma vida que valha a pena! Uma vida com propósito!

VOCÊ SABIA QUE O SEU AMIGO GURU TAMBÉM ESTÁ NO FACEBOOK E NO INSTAGRAM?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS TORNARÃO A SUA VIDA MUITO MAIS LEVE E FELIZ!

*Foto: Irmã que alimenta crianças venezuelanas (© ACN)

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, palestrante, produtora e editora de conteúdo do Resiliência Humana e do Seu Amigo Guru. Seu interior é intenso, sempre foi! Transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhores, para nós, e para o outro!