Existem várias coisas na vida que não se pode quebrar jamais, mas existem 3 que se quebradas não podem ser consertadas assim, tão prontamente: A confiança, uma Promessa, e definitivamente, um Coração!

‎”A gente confia demais. Erra demais. Acredita demais. Quebra a cara.
“Aprende”. E depois, faz tudo de novo, achando que vai ser diferente!”
Tati Bernardi

A confiança é como o cristal, quando se quebra é impossível colar e voltar ao que era antes, sempre fica um remendo, uma coisa mal acabada, um aspecto desnivelado, alterado, um Q de: foi bom enquanto durou. Quando olhamos um cristal quebrado a sensação de arrependimento, de dor no coração é imensa, já que aquele que era tão belo, agora mostra suas cicatrizes evidentes.

Não digo que toda relação deve ser perfeita como um cristal porque nós somos seres humanos, erramos continuamente, mesmo tentando acertar, e a diferença entre os seres humanos é bem clara, e somos divididos em dois grupos:

1- Aqueles que erram e prontamente se arrependem, e tentam concertar, se martirizam com o fato de terem feito o outro sofrer, ou por terem prejudicado alguém, fazem das tripas coração para que entendam e perdoem o seu vacilo. E principalmente, vigiam para que o mesmo erro nunca mais volte a acontecer.

E …

2- Aqueles que erram de forma premeditada, que sabem o que estão fazendo, possuem total noção do sofrimento que causarão, agem displicentemente, de forma arbitrária, inconstante e insensível. E principalmente, negam que tenham cometido um erro, ou que tiveram a intenção de prejudicar alguém.

Infelizmente, é impossível conhecer de cara com qual tipo de pessoa estamos lidando. Pode ser que a princípio acreditemos que estamos convivendo com uma pessoa que se enquadra no quadrante 1, mas depois de algum tempo, e sucessivas quebras, percebemos que se trata de um ser humano 2.

O que nos causa um grande desconforto é saber que não adiantará perdoar, mesmo o perdão sendo extremamente necessário para a nossa saúde mental, a única saída aqui é não criar expectativas, e entender o processo evolutivo do outro. Difícil missão para quem ainda não se sente o “Super Homem”, ou a “Mulher Maravilha”.

Mas é preciso tocar o baile, seguir em frente e confiar que Deus escreve certo por linhas tortas, né? O aprendizado deve ser acolhido, a dor ressignificada e o show precisa continuar!

Devemos seguir a máxima de que o homem verdadeiramente bom, nada promete, ou promete muito pouco, e faz muito mais do que havia prometido. Porém, o homem ainda endurecido, promete muito e, infelizmente, faz quase nada.

“Devemos prometer somente o que podemos entregar e entregar mais do que prometemos”. Jean Rozwadowski

A cada nova expectativa criada, maior é o tombo que pode vir pela frente, melhor então é viver sentindo as belezas singelas, sem nada esperar, ou melhor, esperando em Deus, apenas.

E sabendo que o ser humano promete, mas na maioria das vezes não cumpre, e o melhor remédio para isso, é não esperar grandes coisas, apenas, se maravilhar com o que cada um, em seu estado evolutivo, é capaz de entregar.

Devemos parar de esperar grandes feitos dos outros, e de nos vitimizar dizendo frases do tipo:

“Mas eu faço tudo e ele não faz nada”;

“Eu sempre estou a disposição, sempre cumpro minhas promessas e ele nunca cumpre o que promete”;

“Eu me entrego e faço o que me pedem prontamente, e quando eu peço algo preciso esperar semanas e ainda não recebo o que pedi”;

Eu sei que é chato se sentir assim, mas não devemos cobrar atitudes verdadeiras dos outros, justamente porque os outros, são os outros, eles foram criados de maneira diferente, eles viveram experiencias e passaram por momentos conflitantes que os transformaram em quem são hoje em dia. E mesmo que queiram ser diferentes, queiram cumprir as promessas que fazem, simplesmente, não conseguem, e acabam ferindo, decepcionando e quebrando a confiança daqueles que estavam totalmente entregues, de coração aberto e com total boa intenção.

“Ce la vie!” Diriam os meus amigos franceses!

“Nunca foi um bom amigo quem por pouco quebrou a amizade”. Provérbio popular

As vezes, discordo de provérbios rs, quem nunca? Acredito que as pessoas estão aqui em um processo evolutivo, mas muitos ainda não se atentaram para isso.

Alguns buscam mil formas de melhorar suas vidas materiais e até caminham em direção a algum crescimento espiritual, mas guardam os benefícios dos seus esforços para si mesmos, pois ainda existe um grande egoísmo intrínseco que os alimentam.

Isso não quer dizer que eles não possuam amigos de verdade, ou que eles não consigam ser amigos de verdade.

Isso só nos diz que eles vão priorizar eles mesmos a qualquer custo, mesmo, a custo da amizade e da confiança que foi confiada a eles.

Aqueles seres humanos que são quase “cães vira-latas” de tão fieis, se quebrarão facilmente se escolherem se unir a esses “gatos escaldados”.

A única maneira de um cão vira-lata sobreviver a um gato escaldado é se manter inteiro, mesmo com tanto caco estilhaçado no chão.

Olhe e confira: Esses cacos, na verdade, não são seus, olhe novamente, você permanece inteiro, os cacos, na verdade, são dele.

“Se tens um coração de ferro, bom proveito. O meu, fizeram-no de carne, e sangra todo dia”. José Saramago

Saramago me fez chorar muitas vezes, ele entende a alma de um cão vira-lata, e por isso sempre o visito em seus livros, releio para entender que mesmo sangrando, ainda estou viva, e essa é uma metáfora direta para nós mulheres que sangramos todos os meses, e vivemos com o coração tão inflado, que há dias, que ele nem cabe no peito.

Bom seria se todos os tipos de seres humanos conseguissem entender que essas 3 coisas não devem ser quebradas nunca, mas é mais fácil e simples, sermos resilientes e tolerantes quanto a incapacidade de alguns de cumprirem promessas, de regarem confiança em nosso jardim, e de florirem nosso coração.

Não devemos cobrar do outro a beleza do nosso jardim, isso não depende de ninguém, a não ser do nosso cuidado, da força que empregamos para que as nossas flores se abram vistosas.

Precisamos nos bastar a ponto de não deixar que a atitude de desamor do outro impregne nosso campo e contamine com a sua praga a nossa plantação.

Todos temos um tigre interno, aquele que as vezes mostra suas presas e assusta quem estiver por perto. É normal arrepiar os pelos e rugir de vez em quando, mas tente não fazer um estrago muito grande. Sobretudo, tente concertar o seu erro, se for possível, e recuperar a confiança perdida.

Plante as flores mais bonitas no seu jardim e não seja aquele que quebra as promessas, que quebra a confiança, que quebra o coração de ninguém!

Seja aquele que planta esperança, que arregaça as mangas e se preocupa em aguar o jardim do outro! Que dá as mãos e diz: “Vem comigo!”. E o outro sente que pode confiar!

E mesmo que, por ventura, algo sair errado, se não conseguir cumprir com algo que havia se comprometido, consiga ser íntegro o suficiente para segurar a outra mão e dizer:

“Me perdoe, eu agora estou segurando as suas duas mãos para que se acaso eu estiver tentado a te apunhar pelas costas, você possa me ajudar a enxergar onde eu estou errando, e o que posso fazer para ser melhor.

Pense sempre nisso quando se sentir traído, com o coração quebrado, ou sentir que não pode confiar mais em ninguém. Pense que, também você, já quebrou alguém, mesmo sem querer!

Nunca estamos livres de causar algum dano na vida de outro ser humano, justamente porque somos humanos, mas podemos segurar as duas mãos do outro, olhar nos seus olhos quando erramos e dizer:

“Me perdoe, por favor, e me ajude hoje a ser melhor do que fui ontem!”.

Sinta a sua natureza e mesmo que você resolva se entregar, vá sabendo que em algum momento destemperado, ele poderá mostrar um lado que nunca antes havia mostrado, apenas entregue nas mãos de Deus!

Avalie, dê o seu melhor, mas não seja ingênuo a ponto de achar que tem ao seu lado alguém perfeito que nunca estará em um dia ruim, e que nunca mostrará suas presas, pois um dia, ele ou ela, poderão sim, mostrar o lado “negro da força”, pois são humanos, lembre-se disso, todos somos.

Podemos escolher ficar ou partir, perdoar ou nos vingar, tudo vai depender do nosso estágio evolutivo, e nossas reações serão nosso cartão de visitas.

Mas oremos para que depois de tudo isso, ainda possamos continuar vivos e inteiros, mesmo após sentirmos a confiança abalada, o nosso coração tristonho e a comprovação de uma promessa vazia!

Oremos também para que mesmo arranhado, o nosso cristal interno nunca se quebre de fato. Porque é ele que nos mantém brilhando e não devemos perder nosso brilho por nada!

Iara Fonseca

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, educadora social, fundadora e editora de conteúdo do Rede de Ideias: PRODUÇÃO DE CONTEÚDO. Seu interior é intenso, sempre foi, transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhor, para si mesmo, e para o outro!