Eu prometo… Prometo tratar a ansiedade que volta e meia passeia no peito. Prometo esquecer aquele sentimento inacabado que nunca soube me dizer de verdade o que era pra ser. Prometo colocar os pés no chão sem perder a sensibilidade e a vontade de flutuar no que toca meus sentidos.

Prometo cuidar da saúde emocional e não me torturar por quem não me merece.

Prometo perder, prometo ganhar, eu prometo ser mais honesta a cada dia.

Prometo viver minhas loucuras e saudar o sol que aquece a cada manhã.

Prometo não chorar mais por aquele tempo antigo onde já não o reconheço e que hoje me fez perceber que tudo passou e que já não sou mais a mesma.

Prometo cuidar de cada parte minha que aflora que desperta e que pede pra criar raiz em outro coração.

Prometo me exigir menos, me desobrigar mais, prometo não dar tanta bola e não me incomodar com a fala de quem não veste minha vida e não sabe das minhas lutas.

Prometo me entreter em qualquer sorriso que diga, qualquer abraço que deixe seu perfume, qualquer encontro com as nuances do tempo.

Quero formas, mãos que passeiam, pessoas que se compreendam.

Prometo não me largar e encontrar a minha paz em meio ao caos e a qualquer dor passageira.

Prometo com honestidade, com integridade física e espiritual. Por sentir a necessidade do bem, do que alivia, do que protege, do que me faz ser.

Prometo abrir a porta e me doar mais, antes que seja tarde, antes que anoiteça, antes que Deus me chame a atenção.

Prometo perdoar o ontem, sentir o hoje e não me perder no submundo da vaidade, do ego e do vazio interior.

Tenho asas, tenho minha caixa de memória, tenho o pote da gratidão.

Prometo ir, prometo voltar, prometo ficar se for bem tratada, bem recebida, bem amparada com decência e zelo.

Prometo feito mantra sabendo que não sou mais criança, sabendo que há o positivo e o negativo, que há o impedimento, há a inveja a deslealdade e o mal conspirando ao redor do universo.

Mas, prometo resistir através da fé que me cobre, através do bem que envio, através da oração e da cura que sinto.
Prometo e oro, prometo e vibro.

Sou feita de derrotas e vitórias.

Sou mais forte quando habito em Deus. E ELE se mantém firme dentro de mim.

Amém!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Sil Guidorizzi
Sou Paulista, descendente de Italianos. Libriana. Escritora. Cantora. Debruço-me sobre as palavras. Elas causam um efeito devastador em mim. Trazem-me â tona. Fazem-me enxergar a vida por outro prisma. Meu primeiro Livro foi lançado em Fevereiro de 2016. Amor Essência e Seus Encontros pela Editora Penalux. O prefácio foi escrito pelo Poeta e Jornalista Fernando Coelho. A orelha escrita pelo Poeta e jornalista Ivan de Almeida. O básico do viver está no simples que habita em mim.