Foi um ano forte, cheio de desafios e que nos exigiu muito, não é mesmo? Esse finalzinho de ano está abalando as estruturas frágeis e abençoando as construções frutíferas!

Todos aqueles que plantaram continuamente o bem estão se sentindo abençoados! E todos aqueles que cultivaram mágoa, alimentaram sofrimentos em si e nos outros, estão se sentindo a beira de um colapso emocional, fruto das próprias atitudes e da constante vibração negativa que se encontram.

A maioria de nós, não teve a tranquilidade para se aprofundar no significado de tantos aprendizados que foram impostos no decorrer desse ano intenso, e não estar consciente, sem dúvida nenhuma, gera maior tensão emocional.

Quando não temos consciência de que somos nós que atraímos determinados problemas em nossas vidas, ou não conseguimos aceitar certas situações que não podem ser mudadas, provamos a Deus ou ao Universo que ainda não aprendemos a lição.

Nada acontece por acaso, por isso, precisamos parar e alinhar a nossa compreensão, e se isso não for feito devidamente, as mesmas lições amargas voltarão ainda mais exigentes no próximo ano!

Estes novos tempos nos ensinaram uma outra forma de viver a vida, e precisamos encarar esta realidade.

Sabemos que não está sendo fácil a mudança, pois estamos acostumados a usar nosso tempo dando atenção demasiada as nossas mentes intoxicadas. E o momento que vivemos não está perdoando aqueles que ainda vibram negativamente!

Quem continua alimentando suas estruturas frágeis com areias movediças está sentindo tudo desmoronar aos poucos, a cada vento que bate mais forte, a cada chuva que chega sem avisar!

Quem construiu suas bases com materiais fortes e sustentáveis, quem plantou sementes saudáveis em terra fértil durante o ano todo, com certeza, sente que está sendo abençoado e se ainda não colheu, colherá os frutos em breve!

Mesmo com toda crise e incerteza que vivemos nos últimos anos, aqueles que mantiveram os sentimentos verdadeiros e que voltaram suas intenções para o bem, conseguirão superar os constantes sobressaltos do mundo a sua volta!

As máscaras e mentiras caíram!

Muitas pessoas e também potências mundiais se perderam em suas escolhas erradas!

As escolhas erradas estão intrinsecamente ligadas ao sentimento negativo que carregamos dentro!

Podem observar:

Quando estamos vibrando negativamente, enviando energias ruins para outras pessoas por conta do nosso egoísmos interno ou da nossa mente infantilizada, acabamos por construir muros ao invés de pontes! E acabamos fechados no nosso mundinho fútil e solitário.

As escolhas que fizermos agora e que estão atreladas ao amor, florescerão!

As escolhas que fizermos apenas por razão monetária ou racionalizada, não levarão a nada, poderemos até perder altas quantias para que percebamos que o “dinheiro” não é o que mais importa na vida!

Nunca foi tão importante a máxima “conhece-te a ti mesmo”, como agora!

Estamos a beira de um precipício e só quem conseguir desenvolver suas próprias asas conseguirá se salvar!

Quem ainda insiste em querer cortar as asas dos outros, verá que quando tentar bater as próprias asas, elas simplesmente se quebrarão sozinhas! E caso seja necessário voar desavisadamente, eles cairão, pois não se preocuparam em fortalecer as próprias asas, e perderam o tempo precioso da vida tentando impedir que as pessoas a sua volta voassem.

Só quem se preocupou em fortalecer as “próprias asas” conseguirá voar para longe e se proteger do abismo onde muitos se meteram!

É hora de fortalecer sua casa interior! De olhar para dentro e fazer uma boa faxina de fim de ano!

Aquela faxina onde jogamos fora tudo o que não serve mais, doamos o que ainda tem serventia! E todas as lembranças que nos faz sofrer, tudo o que ainda insiste em doer… fazemos uma fogueira e deixamos queimar no FOGO!

É momento de perdoar de verdade!

Esse finalzinho de ano exige de todos nós SOLIDARIEDADE! Que deixemos nascer o amor e a caridade! É hora de amar de verdade sem nos prender ao que queríamos que o outro fosse ou fizesse! É hora de escolher os melhores “materiais” para que possamos finalizar a nossa “casa forte”! É hora de reconhecer os erros, mudar as rotas, planejar mudanças significativas, abraçar quem somos, e o que queremos ser!

É hora de dar vazão e escutar a voz do nosso coração!

É hora de dizer:

Chega!

Basta!

Para tudo que nos incomoda e nos deixa infelizes!

É hora de dizer:

“Não quero mais!”, “Não permito mais!”, “Não aceito mais!”

Chegou a hora de recomeçar de verdade!

Sem “mas”… Sem “e se”… Sem “desculpas” para permanecer alimentando essa sua estrutura frágil!

É hora de arregaçar as mangas, mesmo com o cansaço que se abateu sobre todos nós, e mostrar que somos fortes, que queremos o bem, que merecemos o melhor, e que não vamos mais aturar metades ou migalhas!

É hora de segurar as rédias da própria vida e não mais aceitar que controlem nossas escolhas e escolham o nosso caminho!

É hora de falar com o coração cheio de amor que nós pertencemos apenas a nós mesmos e quem quiser ficar, que fique, respeitando nossa individualidade, e nosso querer! E quem não quiser… que vá, sem remorsos, sem melindres desnecessários, sem falsidade e maledicência!

Simplesmente vá em paz e nos deixe em paz também.

É tempo de colher o que plantamos, e para alguns, a colheita será bem farta, mas para outros, infelizmente, não existirá nada a colher!

Cabe a todos nós analisar nossas colheitas e agir com caridade, como Jesus agiria! Porque é no momento da fartura que Deus consegue analisar a verdade que carregamos no coração.

Deus analisa quando estamos vivendo abundantemente: É na hora da abundancia que é possível saber o quanto somos misericordiosos.

O quanto conseguimos compartilhar daquilo que colhemos?

Quanta empatia sentimos?

Quanta compaixão carregamos dentro do peito?

Deus analisa quando estamos sofrendo com a escassez:É na hora da escassez que podemos avaliar o tamanho da nossa fé!

Quanto confiamos NEle?

Quanta gratidão sentimos, mesmo tendo tão pouco materialmente?

Essa é a hora da verdade!

Quando quase tudo nos falta, recriminamos e maldizemos a Deus, ou nos agarramos a nossa fé inabalável, aceitamos o aprendizado edificante com humildade e confiança de que nunca seremos abandonados por Ele?

É hora de agradecer os aprendizados, colher os frutos com amor, e compartilhá-los com aqueles que talvez, cometeram erros e viram seus esforços não darem em nada, ou que não se esforçaram o suficiente e estão desesperados precisando de ajuda, ou que não tiveram oportunidades e foram testados em sua fé.

É hora de estender as mãos e entender que devemos agir assim o ano todo!

Quem tem fartura deve compartilhar o pão de cada dia!

Quem sofre com a escassez, deve se manter confiante com fé em Deus! E nunca duvidar da providencia divina! Continuar plantando, regando e adubando seu solo com amor e alegria, mirando o céu e nunca o chão!

Desejo sinceramente que as lições sejam aprendidas por todos nós e que todos tenham um lindo e amoroso Natal!

Que Jesus polvilhe em todas as casas as bençãos que precisamos! E que continuemos firmes no trabalho edificante para o bem de todos, não apenas para o nosso bem!

Que as bençãos de Deus caiam sobre nós hoje e sempre!

E que aprendamos que devemos passar o ano inteirinho vibrando positivamente, pois só assim, seremos terrenos férteis para que a semente de Deus possa florescer em nós!

Escolha bem as sementes, separe os grãos com amor e ague bem!

Mesmo com o clima ruim, o tempo um pouco desfavorável, se adubarmos bem a terra, lindos frutos nascerão!

Que assim seja!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, palestrante, produtora e editora de conteúdo do Resiliência Humana e do Seu Amigo Guru. Seu interior é intenso, sempre foi! Transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhores, para nós, e para o outro!