Drauzio Varella ao ser vacinado disse: ‘Confie na Ciência’

Médico e influenciador, Drauzio Varella sempre defendeu a vacinação, e contra os “negacionistas” ele disse: Confie na Ciência!

Aos 77 anos, ele finalmente recebeu a vacina tão esperada na última segunda-feira (15). Feliz com a chegada do grande dia, ele não economizou fotos e comemorações nas suas redes sociais.

“Hoje não é uma segunda-feira qualquer. Dr. Drauzio tomou a primeira dose da vacina contra Covid-19. Confie na ciência, confie na vacina”, afirmou.

No local, ele recebeu a dose da vacina de Oxford, que está sendo produzida no Brasil em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz). Desde o início da pandemia.

Médico de formação, ele nunca duvidou da capacidade intelectual dos cientistas em desenvolver uma vacina em um período recorde, e desde o início da pandemia defendeu a vacina com muita convicção. Apesar do movimento que surgiu em massa com o objetivo de desvalorizar o trabalho da ciência, o médico foi um dos influenciadores ativos para que a população brasileira não seguisse essa onda “negacionista” que beira a imbecilidade.

A primeira dose é a realização de um sonho para todos nós, e o Dr. Dráuzio Varella representa milhões de brasileiros que estão esperando a sua vez de serem vacinados.

O que todos querem é vacina para todos! É isso que precisa ser cobrado das autoridades públicas! Boas negociações e rápidas aquisições de insumos para que possamos fabricar a quantidade de vacina que o Brasil precisa para imunizar pelo menos 70% da população.

Para incentivar os brasileiros a se vacinarem, Varella gravou um vídeo e postou um texto se posicionando contra o movimento antivacina onde diz:

“Antes das vacinas

O movimento antivacina tem ganhado cada vez mais simpatizantes no Brasil. Mas será que há motivos para sentir saudades do mundo antes da existência das vacinas? Os números e a ciência respondem que não.

Nas primeiras décadas de 1900, a expectativa de vida raramente ultrapassava os 40 anos. Isso porque de cada 1 mil nascidos no Brasil, cerca de 150 não chegavam a completar um ano de idade. Sarampo, coqueluche, varíola e poliomielite amedrontavam famílias por todo o país. A partir dos anos 1960, com a expansão da estrutura de saneamento básico e o avanço científico que permitiu o desenvolvimento de tratamentos e vacinas para doenças evitáveis, a expectativa saltou para os atuais 76 anos. A poliomielite foi erradicada do Brasil. A varíola, do mundo.

Nosso Programa Nacional de Vacinação é um modelo que inspira diversos países ao redor do mundo. Ao levar as vacinas de forma gratuita aos quatro cantos do Brasil, fomos capazes de evitar diversas doenças. Por que mexer em algo que tem se mostrado tão benéfico? Vacine-se. #ConfieNaCiência”.

*DA REDAÇÃO SAG. Com informações Instagram.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Seu Amigo Guru
Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!