Devemos aprender a gerir sentimentos e realizar sonhos e deixar Deus cuidar de tudo!

Devemos persistir naquilo que traz luz e paz interior.

Caminhar de cabeça erguida com os passos dentro de cada tempo, e com a sensação de proteção e cura na alma.

Atentar para a saúde espiritual, e alertar o coração, para produzir endorfina de amor.

É fato que a vida é feita de luta e superação; de perdas e ganhos. Mas quando deixamos Deus cuidar de nossa vida vivemos o dia a dia com menos dor e mais felicidade, na necessidade de encontro e salvação.

Mas mesmo quando deixamos Deus cuidar de tudo precisamos aprende a gerir as nossas emoções nos munindo de condições para avançar mais um degrau, amadurecer sem desmerecer, criticar ou julgar. Aprender a silenciar, a cuidar, a praticar o bem.

Colher frutos melhores sem desperdiçar as oportunidades benignas; trazer para mais perto o que ajuda, alavanca, acalma, asserena.
Afastar o mal, o nocivo, o que desestrutura, o que que fere, o que derruba.

É momento de reconstrução, de reforma íntima, de desacumular poeira emocional.

É Deus dizendo pra observar mais a própria casa, observar mais as atitudes e a colaboração para um lar mais saudável e unido.

Não é muito, não é pouco. É somente a reconciliação com o que precisa ser reconciliado.

Abraços fraternos, olhares mais afetivos, menos discriminação.

Que possamos colocar em nossas moradas algo além do que o dinheiro compra, algo além da ostentação ou do apego desnecessário.

Que possamos ser empreendedores da fé, da empatia, do afeto e do estender de mãos.

Que possamos cuidar mais das nossas vidas e olhar menos para a vida dos outros.

Só assim desarmaremos a falta de reciprocidade, a falta de interesse a falta de amor ao próximo.

Pra quê tanto confronto; sejamos mais conforto para nós mesmos.

Sejamos mais reflexão e proximidade.

É isso que devemos colocar em nossa prova de vida.

Chega de abarrotar a vida com coisas descabidas.

É preciso aprender a viver o essencial.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Sil Guidorizzi
Sou Paulista, descendente de Italianos. Libriana. Escritora. Cantora. Debruço-me sobre as palavras. Elas causam um efeito devastador em mim. Trazem-me â tona. Fazem-me enxergar a vida por outro prisma. Meu primeiro Livro foi lançado em Fevereiro de 2016. Amor Essência e Seus Encontros pela Editora Penalux. O prefácio foi escrito pelo Poeta e Jornalista Fernando Coelho. A orelha escrita pelo Poeta e jornalista Ivan de Almeida. O básico do viver está no simples que habita em mim.