Muita coisa não combina com meu jeito de ser. Muito barulho não me inspira, muita intriga me afasta, muita confusão interna me dispersa. Juro, já tive mais pressa. Agora tenho aprendido a silenciar e a me ouvir. Porque Deus está comigo em cada passo, em cada prece!

O coração tem dessas coisas.

Tem dias instáveis, tem a lembrança abarrotada, tem o cheiro daquele perfume mais impregnado na alma.

Mesmo assim desejo calma, desejo menos euforia dentro de expectativas que brotam sem saber ao certo o que Deus me reserva.

Mas, agradeço. Agradeço pela minha ousadia em não recuar diante do que poderia desistir.

Só desisto do que realmente não vale mais à pena.

Só desisto daquilo que realmente rouba minha paz e desestabiliza minha vida para o lado ruim.

Tenho marcas, tenho cicatrizes, tenho ferimentos mais leves, outros mais profundos, mas dentro de cada um deles eu vivi da maneira que pude no momento. Porque Deus sempre esteve comigo em cada passo, em cada prece!

Agora não lamento nem empurro com a barriga as minhas prioridades.

Acordo cedo, acordo tarde. Acordo quando o tempo em mim me desperta e me coloca pra me defender e pra agir.

Deus está comigo em cada passo, em cada prece, em cada sentido mais absoluto e pleno a que tenho direito.

Não possuo nada além do que crio e identifico aqui dentro. Reformei a casa, ajeitei o semblante, passei a olhar de frente sem me preocupar com o quintal do vizinho.

Vou regando minhas flores e cuidando das minhas podas.

O segredo está em colher o presente. É nele que me mantenho.

Não preciso que me entendam. Só eu sei o que vai aqui dentro. Ninguém vai me roubar de mim. Porque Deus sempre estará comigo, em cada passo, em cada prece!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Sil Guidorizzi
Sou Paulista, descendente de Italianos. Libriana. Escritora. Cantora. Debruço-me sobre as palavras. Elas causam um efeito devastador em mim. Trazem-me â tona. Fazem-me enxergar a vida por outro prisma. Meu primeiro Livro foi lançado em Fevereiro de 2016. Amor Essência e Seus Encontros pela Editora Penalux. O prefácio foi escrito pelo Poeta e Jornalista Fernando Coelho. A orelha escrita pelo Poeta e jornalista Ivan de Almeida. O básico do viver está no simples que habita em mim.