Hoje contarei a história de William Cowper, ele foi um famoso poeta inglês que viveu entre 1731-1800, e como muitas pessoas hoje, sofria tempos de profunda melancolia e depressão.

Uma noite, quando ele estava em um estado de desespero particularmente sombrio, ele decidiu tirar sua vida pulando no rio Tâmisa.

Dizem que naquela noite, a cidade de Londres estava coberta de uma névoa extremamente pesada e o sr. Cowper, procurando encontrar o rio, perdeu o rumo.

Tropeçando cegamente, sem conseguir entender onde estava através do nevoeiro, ele ficou perplexo quando se viu na porta de sua própria casa.

Indo para seu quarto, escreveu as palavras do lindo hino: “Deus se move de uma maneira misteriosa para executar suas maravilhas; Ele planta seus passos no mar, E cavalga sobre a tempestade”…

Leia o poema na íntegra:

“Deus se move de formas misteriosas. Para realizar suas maravilhas. Ele imprime suas pegadas no mar. E cavalga sobre a tempestade.

Fundo, em minas imensuráveis. De habilidade que nunca falha. Ele entesoura seus desígnios brilhantes. E opera sua vontade soberana.

Vós, santos medrosos, renovai a coragem!

As nuvens que tanto temeis. São grandes em misericórdias, e irromperão em bênçãos sobre vossas cabeças.

Não julgue o Senhor com débil entendimento, mas confie nele para sua graça. Por trás de uma providência carrancuda, ele oculta uma face sorridente.

Seus propósitos amadurecerão rapidamente, desvendo-se a cada hora;

O botão pode ter um gosto amargo, mas a flor será doce.

A incredulidade cega, certamente errará, e esquadrinha sua obra em vão:

Deus é seu próprio intérprete. E ele o tornará claro.”

Lindo não é?

Convencido pelo Espírito de Deus ele percebeu que o caminho para sair de seus problemas era olhar de frente para Deus. Mergulhar nos seus sentimentos mais profundos porque era lá, dissipando toda a névoa que existia dentro dele, que ele encontraria a salvação, e não pulando no rio.

Foi aí que decidiu pegar a Bíblia e leu o Salmo 77 e nele entendeu que só consegue sentir Deus quem não possui a necessidade de enxergar claro, e não se intimida com as neblinas da vida.

Se você está como Cooper, envolto a névoas que te atormentam, deixe que Deus guie seus passos, deixe que ele tome conta da sua vida, até que você tenha forças para fazer suas próprias escolhas.

Se a depressão está transformando a sua vida em uma tempestade que nunca cessa, tente realizar essa oração com todo o amor e com o coração conectado ao divino que existe em você.

Faça, todas as noites antes de dormir.

Escreva essa curta oração e a deixe ao lado de sua cama, se por ventura a insônia te assombrar, repita esses dizeres continuamente até o sono chegar, e ele chegará!

Se proteja da tempestade com a fé, e confie na providencia divina, na cura que você pode receber ao aceitar se colocar de joelhos, mentalmente, com humildade, esperando a graça de se sentir feliz e agradecido ao se ver livre da tormenta que se instalou em sua vida. Poder ver, ao amanhecer, o sol saindo tímido, porém resplandescente, ardente, trazendo vida nova, para você, e para aqueles que te amam é sinal de que a cura se aproxima!

Oração:

Nosso amado Pai Celestial, por favor, ajude-me em meus momentos de desespero e depressão a confiar em você.

Esconde-me no abrigo do teu amor e leva-me ao lugar de ajuda de que preciso.

Obrigado por ouvir e responder minha oração.

Afaste de mim todo pensamente derrotista, toda sombra que me força a olhar para baixo e perder a beleza que o céu me oferece.

Me ensina a entregar aquilo que não consigo resolver nas suas mãos e a aceitar as suas decisões!

Me ensina a não ter medo e a não me preocupar com o que não posso mudar!

Me ensina a confiar em você e a enxergar claro as lições que você quer que eu aprenda!

Me ensina a ser feliz, e a abandonar o sofrimento que me deixa prostrado!

Limpa meus olhos para que eu consiga finalmente enxergar a beleza que existe em minha vida!

Eu sou (Nome), e sou feliz! Eu creio!

Que Deus abençoe todos os sofredores e que alivie a dor daqueles que realizarem continuamente essa oração com fé e devoção.

Assim seja!

Poema- fonte: PIPER, Johh. O sorriso escondido de Deus: o fruto da aflição na vida de John Bunyan, William Cowper e David Brainerd. Tradução: Augustus Nicodemus. São Paulo: Shedd Publicações, 2002. P. 95-96.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, educadora social, fundadora e editora de conteúdo do Rede de Ideias: PRODUÇÃO DE CONTEÚDO. Seu interior é intenso, sempre foi, transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhor, para si mesmo, e para o outro!