Cristãos apoiam escolha de Klara Castanho de doar bebê fruto de estupro: “Atitude digna”.

Depois que o caso da atriz Klara Castanho, de 21 anos, viralizou nas redes, a atriz começou a receber milhares de mensagens agressivas e muitas críticas a sua atitude de ter escolhido colocar o bebê para a adoção. Por conta dos julgamentos que ela vinha sofrendo, a atriz se viu sem saída, e precisou publicar uma carta aberta onde deixou claro que ela havia sofrido uma violência.

Depois da carta ter sido publicada, o assunto viralizou e diversas celebridades se manifestaram em apoio à atriz.

Na carta, a atriz revelou que esse foi o relato mais difícil da sua vida. Segundo Klara, ela foi abordada por uma enfermeira momentos após o parto, que ameaçou divulgar sua história. E de fato, foi o que ela fez.

A Tv Foco divulgou que a tal enfermeira foi demitida e que o caso segue em segredo de justiça.

Diante de tantas especulações nesse caso, milhares de pessoas se posicionaram contra ou a favor da atitude da atriz. O site Portal do Trono, feito por evangélicos, resolveu se posicionar sobre o assunto e postou comentários dos cristãos sobre o caso em seu site:

Em um perfil cristão no Facebook, uma usuária escreveu: “Parabéns pra ela, que deu à chance do bebê ter uma família que o ame, melhor do que matar no útero um bebe todo formado, como fizeram esses dias”. “Moça digna de todo o respeito, Deus vai te abençoar muito ainda nessa terra, pois doou a criança e com certeza hoje é muita amada pela família que ficou com o bebê dela”, comentou outra pessoa.

“Muito digna sua atitude Klara! Respeito você e sua decisão. Que Deus te dê força para superar o seu trauma, e te ajude a reconstruir sua vida’, disse uma outra usuária do site cristãos.

“Que atitude! Ela não respondeu a um ato de violência, com outro ato de violência. Que Deus a proteja e que ela esteja sendo acompanhada psicologicamente para recuperar-se de todo o trauma que passou”, comentou um usuário, desta vez no Instagram.

“Entregar o bebê para adoção foi um ato de AMOR em meio a tanta dor… que Deus a abençoe e a ajude a curar todas as feridas e seguir em frente. O bebê não tem culpa e MERECE NASCER e ser amado seja pela família biológica ou família adotiva”, escreveu outro internauta.

Sobre a opnião de quem quer que seja, sejam cristãos ou não, obviamente, pouco importa, o que importa mesmo é preservar a saúde mental de uma mulher que foi brutalmente violentada e exposta.

*DA REDAÇÃO SAG.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!