Para as pessoas que amam uma pessoa com ansiedade, eu sei que existem momentos bem difíceis, e agradeço por terem a paciência para escutarem e disposição para ajudá-la de alguma forma. Por isso, hoje deixarei aqui algumas dicas que poderão ajudar as pessoas que amam aqueles que são declaradamente ansiosos.

Vamos lá!

Para amar alguém com ansiedade você precisa entender que as mensagens de texto irão chegar, muitas vezes em forma de textão, outras, em momentos totalmente inapropriados, e muitas, um minuto depois que vocês se viram pela última vez. Sim, essa é uma dura realidade de quem não consegue segurar os dedinhos e que deu graças ao universo quando o whatsapp liberou a ferramenta de apagar a mensagem para todos. Ufa!

Se você ama um ansioso terá que ter sempre muita paciência:

Terá que ajudá-lo a se expressar da melhor maneira possível, de forma que possa ser compreendido e não julgado pelas pessoas a sua volta. Já que a pessoa ansiosa também é muito insegura, e geralmente, acredita ter dito algo errado, ou pior, acabam não falando, justamente para não cometer erros.

Quem ama alguém com ansiedade declarada precisa ter a sensibilidade de perceber quando ele não está fazendo nada, justamente por medo de fazer e errar, chegar lá de mansinho, com muito amor, e dar aquele empurrão para que ele entenda que é capaz e que deve mostrar os seus talentos ao mundo!

Quem realmente sente amor por uma pessoa ansiosa entende que de vez em quando eles criam cenários irreais, coisas que na verdade não estão acontecendo daquela maneira como enxergam, mas que parecem reais demais na mente deles.

E ao invés de brigar, gritar e o chamar de louco, compreende que isso acontece por conta do excesso de pensar, no constante analisar coisas e fatos que, no seu ponto de vista, estão erradas e que ele gostaria que fossem mudadas.

Amar um ansioso vem com a necessidade de viver acordado nas madrugadas a fora, porque de tanto pensar, acabam não conseguindo dormir.

É afirmar para ele que ele é amado, mesmo com todas as suas paranoias e estresses, e ouvir pela décima vez a mesma teoria de conspiração, mas ainda com amor dizer: De novo? Tudo bem!

É tentar fazer com que ele enxergue que os seus padrões são altíssimos e por esse motivo acaba sofrendo ansiosamente, porque quer alcançar uma coisa que poucos no mundo já conseguiram alcançar, justamente porque não consegue controlar a ansiedade que possui dentro. E por querer atingir uma meta que poucos conseguiram, acaba se cobrando demais, e não enxergando a felicidade nas coisas mais simples da vida!

Amar um ansioso é correr para perto dele quando percebe que ele está muito quieto, a muitos dias. É levar luz e colorido para a sua vida, quando percebe-se que ele está sendo consumido pelas cinzas.

É ser seu fã número um, mesmo que ele tenha a certeza que precisa ainda de muito para ser admirado ou reconhecido!

É tentar todos os dias convencê-lo de que ele não precisa fazer coisas extraordinárias para ser um ser extraordinário! Porque para você ele já é!

É ser forte, mesmo quando pensa em desmoronar junto!

É pedir com carinho que ele pare de ser tão duro com ele mesmo!

É dizer que está tudo bem e pedir para que ele confie nas lições que o Universo quer nos ensinar, tanto na dor, quanto no amor. E refletir sobre os erros, sem se lamentar, mas empenhado em aprender com eles para fazer melhor na próxima oportunidade.

É aceitar ele como ele é e não querer mudá-lo, apenas entender que ele está em um processo evolutivo e que precisa de apoio para superar as dificuldades que aparecem durante o despertar da consciência.

Conviver com uma pessoa ansiosa exige muito amor, exige entender a ansiedade como um ponto de dor, um espaço sombrio que deve ser iluminado e trabalhado.

Quem ama uma pessoa que sofre de ansiedade, precisa entender que terá que pensar em programas onde ele se sinta bem, e de maneira nenhuma deve julgar suas atitudes, se estressar, ou brigar, pelo contrário, é necessário que se tenha muita paciência e muita disposição para transformar aquele sentimento pesado e negativo em algo leve e positivo.

A maioria das pessoas ansiosas são muito leais e amigas, mas acabam muitas vezes sozinhas, pois não conseguem fingir serem quem não são. E se percebem que foram julgadas por um comportamento socialmente não aceito, elas se afastam e se fecham em seu mundo, e isso faz a ansiedade piorar e até evoluir para uma depressão.

Os ansiosos são bons amantes e companheiros, eles precisam de amor verdadeiro, aquele que só está lá, não cobra, não julga, mas está sempre lá, pronto para ascender uma luz naquela preocupação que lhe tira o sono!

Se você ama uma pessoa com ansiedade, você precisa, definitivamente, entender tudo isso, para que não aconteça de você se tornar um motivo a mais que vai piorar as crises de ansiedade dele.

Por tanto, só permaneça ao seu lado se o seu amor for realmente verdadeiro. Se for só para passar o tempo, nem se aproxime dele, pois ambos poderão se fazer muito mal.

Só se aproxime de uma pessoa declaradamente ansiosa se for para iluminar os seus pontos obscuros com atitudes e palavras amorosas, se for para criticar e colocar mais pressão, fique longe, por favor!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, educadora social, fundadora e editora de conteúdo do Rede de Ideias: PRODUÇÃO DE CONTEÚDO. Seu interior é intenso, sempre foi, transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhor, para si mesmo, e para o outro!