Com 121 anos, ele ficou conhecido como “Terror do INSS” e agora, venceu a dengue.

Parece improvável viver mais de 120 anos, e se recuperar de uma doença tão prostrante quanto a dengue, nessa idade, é ainda mais difícil de acreditar. Mas seu Andrelino parece contrariar qualquer estatística, com 121 anos, ele ficou 5 dias internado por conta da dengue, mas teve alta e segue esbanjando bom-humor.

De acordo com o Metrópoles, a equipe médica foi só elogios ao idoso, disse que ele tem ótima disposição e bom-humor.

Talvez o segredo de seu Adrelino seja esse mesmo, o bom-humor.

Seu Andrelino Vieira da Silva, mora em Goiás e ficou conhecido como o “Terror do INSS“, após viralizar nas redes sociais pelo aniversário de 121 anos.

De acordo com a coordenadora de enfermagem da unidade Centro Estadual de Atenção Prolongada e Casa de Apoio Condomínio Solidariedade (Ceap-Sol), onde ele ficou internado por 5 dias, Sara Coelho, ele teve dengue tipo C.

“Ele chegou em nossa unidade, no último dia 18 de março, apresentando uma queda brusca nas plaquetas. Hoje, dia 23 de março, felizmente, demos alta ao sr. Andrelino. Durante todos esses dias de internação aqui no Ceap-Sol, ele esbanjou simpatia. Brincava com todos da equipe que entravam em seu quarto e fazia questão de caminhar pela unidade”, disse ela ao Metrópolis.

A dança e o bom-humor são combustíveis de vida para o idoso, segundo conta o seu filho:

“Mesmo com a idade avançada que tem, meu pai é um homem muito ativo. Gosta de dançar forró, faz questão de cozinhar sua própria comida. Graças a Deus, ele recebeu alta e poderemos voltar pra casa e à nossa rotina”, celebrou.

Longevidade incomum também pode estar relacionada a tranquilidade

Andrelino nasceu em 1901, na região de Anicuns, interior de Goiás. Ele vive atualmente em Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital, onde mora há 40 anos. São sete filhos, sendo cinco vivos, além de 13 netos, 16 bisnetos e um tataraneto.

Segundo contou a sua nora, ele é uma pessoa muito tranquila, não existe ninguém assim como ele.

“É um milagre. Acho que o segredo é muita tranquilidade. Nunca vi uma pessoa tão tranquila. A casa pode estar caindo e ele está deitado na rede balançando”, contou a nora e costureira Antônia do Carmo de Sousa Santos, de 59 anos, que vive em uma casa no mesmo terreno do idoso

A alegria com que ele vive é invejavel, mesmo não escutando bem, fato que o levou a um tratamento médico, a nora cont que ele faz a própria comida, lava as próprias roupas, e caminha todos os dias por volta das 10 horas. A nora diz que ela o ajuda apenas com serviços mais pesados como a faxina.

Para o espanto de todos, ele adora tomar cachaça aos 121 anos.

“Ele é bem animado. Ele ia para os forrós todo o final de semana. Gosta de cachaça. Se vai em festa de família, ele dança até suar a camisa”, contou Antônia.

O ministro Ônyx Lorenzoni, recentemente o homenageou com uma placa e disse que Andrelino não é um terror e sim “uma bênção para o INSS“.

Com o exemplo de seu Adrelino, podemos aprender que, para viver uma vida plena e longa, é preciso alegria, animação, muita dança, tranquilidade e por que não, um pouco de cachaça?

*DA REDAÇÃO SAG.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!