Cientistas atestam que a juventude termina aos 34 anos, e que não há nada que possamos fazer.

Cientistas da Universidade de Stanford revelaram por que a juventude termina aos 34 anos. Olha isto.
É um fato!

Muitas pessoas persegue o objetivo de parecer jovem, apesar do passar dos anos, e realizam realizam um grande número de tratamentos e hábitos para conseguir isso.

Outras tantas se recusam a aceitar que chegaram ao início da velhice. Tanto que expressam a todos que sua idade não tem relação com aquele momento da vida.

Como existem tantas percepções diferentes sobre a velhice, um grupo de cientistas se interessou em descobrir a idade exata em que essa fase se inicia. E eles chegaram a descobertas interessantes.

O momento em que a juventude acaba

É verdade que muitas pessoas fazem uma dieta equilibrada, realizam vários minutos de atividade física por semana e descansam as horas necessárias dia após dia. Consequentemente, eles continuam a parecer jovens, apesar do passar dos anos.

Especialistas da Universidade de Stanford esclareceram que uma pessoa pode estar na fase da velhice, mesmo que ainda não tenha cabelos grisalhos ou uma única ruga, isso é o que os exames de sangue revelam.

Eles explicaram que quando a fase da velhice começa, há mudanças notáveis ​​nos níveis de proteína. O que mostra que a partir desse momento o corpo passa por muitas transformações.

De acordo com isso, eles apontaram que a velhice não pode ser adiada. Apesar do fato de que as pessoas passam por qualquer tipo de tratamento. Bem, essas mudanças no sangue começam após os 34 anos.

Desta forma, embora as pessoas continuem a ter uma aparência jovem quando completam 34 anos, a realidade é que a primeira fase da velhice começou e eles têm que enfrentá-la.

O estudo que revelou que a juventude termina aos 34

O grupo de pesquisadores da Universidade de Stanford reuniu um total de 4.331 voluntários com idade entre 18 e 95 anos. Eles fizeram isso para estudar como seu plasma se comportava, ou seja, aquela porção do sangue que não tem células.

Assim, encontraram resultados surpreendentes que mudaram as percepções que tinham no início. Pois bem, pensava-se que o envelhecimento era um processo que acontecia gradualmente ao longo da vida.

No entanto, os cientistas perceberam que a realidade é diferente. Depois de analisar um total de 373 proteínas no sangue, eles descobriram que não é um processo contínuo, mas que existem 3 momentos específicos na vida em que o corpo sofre mudanças repentinas e envelhece.

Isso acontece aos 34, 60 e 78 anos de idade. Portanto, cada um desses 3 estágios pode ser classificado como velhice precoce, velhice média e velhice tardia.

Por outro lado, o estudo também permitiu constatar que o processo de envelhecimento ocorre de forma diferenciada em homens e mulheres. Em um sexo as mudanças de proteína são muito mais visíveis do que no outro.

Após concluir o estudo e revelar os resultados surpreendentes, os pesquisadores afirmaram que o sangue é um dos fatores mais importantes para a compreensão do processo de envelhecimento. Este tecido revela novas informações e torna a imagem muito mais clara.

Finalmente, eles também descobriram que existem 46 proteínas que estão diretamente relacionadas ao processo de envelhecimento. Por isso, disseram que é essencial continuar investigando-os de forma detalhada.

Bem, entendendo como elas funcionam, é possível influenciar essas proteínas e retardar o envelhecimento.

*DA REDAÇÃO SAG. Foto de Zahir Namane no Unsplash.

FONTE: Universidade de Stanford.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO SEU AMIGO GURU?

CONSELHOS INSPIRADORES TODOS OS DIAS PARA UMA VIDA PLENA E FELIZ!

RECOMENDAMOS









Viva simples, sonhe grande, seja grato, dê amor, ria muito!