A vida corrida, o estresse diário, as preocupações, e as mágoas acabam nos enfraquecendo mentalmente, por conta disso, muitos pesquisadores apontam os benefícios da natureza para todas essas questões, aparentemente, sem soluções! Eles estão certos que existe um remédio natural capaz de combater todas essas questões, e afirmam que a cura está em buscar, semanalmente, esvaziar a mente e se conectar com a natureza, por pelo menos 30 minutos.

De acordo com pesquisadores da Universidade de Queensland (UQ) do Centro de Excelência em Decisões Ambientais (CEED) da ARC, esse contato mais frequente aumentará nossos sentimentos de pertencimento, protegerá nossa mente da insanidade e fortalecerá nossa saúde mental!

‘Nós sabemos há muito tempo que visitar parques é bom para a nossa saúde, mas agora temos evidências específicas de que precisamos de visitas regulares de pelo menos meia hora por semana para garantir que recebamos esses benefícios ”, afirmou o Professor Associado Richard Fuller, pesquisador do UQ CEED.

O estudo envolveu 1538 pessoas com idades entre 18 e 70 anos e as pessoas que passaram 30 minutos ou mais por semana conseguiram lutar contra o estresse, a ansiedade, a depressão e doenças cardíaca com mais facilidade. As pessoas que visitaram espaços verdes mais frequentemente também apresentaram maior coesão social.

“Se todos visitassem seus parques locais por meia hora a cada semana, haveria sete por cento a menos de casos de depressão e nove por cento menos casos de pressão alta”, concluiu a Dra Danielle Shanahan, pesquisadora da UQ CEED.

Pesquisas anteriores já apontaram que pessoas que possuem o hábito de separarem 30 minutos para se dedicarem a jardinagem ao ar livre conseguiram reduzir o cortisol (o hormônio do estresse) e restauraram um humor positivo após uma tarefa estressante. Curiosamente, quando a mesma tarefa estressante foi seguida por 30 minutos de leitura em recinto fechado, o humor continuou a deteriorar-se mesmo após a realização do tempo de leitura.

A caminhada ao ar livre foi considerada eficaz para reduzir o pensamento negativo e a ruminação.

A ruminação é o ciclo repetitivo e obsessivo do pensamento negativo que leva a uma série de problemas de saúde mental, incluindo depressão, ansiedade, compulsão alimentar e transtorno de estresse pós-traumático.

Pessoas que caminharam por 90 minutos em meio a natureza relataram níveis mais baixos de ruminação e também mostraram atividade reduzida no córtex pré-frontal subgenual, uma parte do cérebro associada à doença mental. Aqueles que passaram 90 minutos andando em um ambiente urbano não mostraram esses benefícios para a saúde.

Se conectar com a natureza contribui para a saúde mental

Os pesquisadores acreditam que o tempo que passamos na natureza nos ajuda a desenvolver respostas psicológicas e fisiológicas que reduzem o estresse, fator que aumentará o humor positivo e ajudará o corpo e a mente a se recuperarem da fadiga mental.

Além disso, passear ao ar livre nos proporcionará um sentimento de pertencimento e favorecerá o contato com a comunidade local, o que levará a uma coesão social e a uma forte sensação de bem-estar mental.

Sua mente está cansada? Seu corpo demonstra fadiga emocional? Que tal sair um pouquinho e respirar um ar puro?

A natureza, com certeza, nos fornece o melhor remédio para aliviar as nossas preocupações do dia a dia e o forte estresse que vem sendo responsável por doenças mentais e físicas, aparentemente, impossíveis de superar.

Tente! Se dê de presente um passeio semanal e entre em contato com a natureza! Essa atitude devolverá a você a sanidade e equilibrará o seu corpo e a sua mente!

Gosta de caminhar em meio a natureza? Então siga o VIAJANDO A PÉ – 4MINDS OU NO INSTAGRAM @viajandoape

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS

COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, educadora social, fundadora e editora de conteúdo do Rede de Ideias: PRODUÇÃO DE CONTEÚDO. Seu interior é intenso, sempre foi, transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhor, para si mesmo, e para o outro!